Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Outubro > Ministérios definem orientações de trabalho para os visitadores do Criança Feliz

Notícias

Ministérios definem orientações de trabalho para os visitadores do Criança Feliz

Criança Feliz

Formulação da metodologia é uma das etapas da implementação do programa
publicado  em 27/10/2016 18h29
Foto: Rafael Zart

Brasília – Os Ministérios do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Saúde, Educação, Cultura e Justiça e Cidadania se reuniram nesta quinta-feira (27), Brasília, para construir as diretrizes de trabalho dos visitadores do Criança Feliz. O programa, lançado no início deste mês pelo governo federal, reunirá ações voltadas ao desenvolvimento integral de crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família.     

“Essa é uma etapa de implementação concreta do programa. Estamos fechando, com os ministérios parceiros do MDSA, a elaboração, conteúdo e metodologia de capacitação dos visitadores”, explicou o consultor do MDSA, Cláudio Duarte.

Durante a reunião, foram apresentadas sugestões de temas, abordagem, indicadores e condutas que possam ser usadas no acompanhamento às famílias, em especial, às crianças. Em um prazo de 10 dias, o grupo irá concluir a metodologia dos atendimentos. Só então o MDSA irá marcar a data das primeiras oficinas de capacitação do Criança Feliz nos nove estados que estão aderindo ao programa. 

De acordo como a assessora técnica da Coordenação-geral da Saúde da Criança e Aleitamento materno, Gilvani Grangeiro, o encontro é extremamente necessário para a implementação do programa. “Temos que conversar a respeito não só do processo, mas dos aspectos e características da intervenção que estamos propondo. A ciência comprova que investir na primeira infância contribui para um desenvolvimento pleno e melhor qualidade de vida”, disse.

Programa – O Criança Feliz irá acompanhar 4 milhões de crianças beneficiárias do Bolsa Família até 2018, com foco no desenvolvimento infantil integral. Entre as ações previstas, estão visitas domiciliares periódicas de orientação às famílias. A iniciativa terá ações integradas nas áreas de saúde, educação e cultura, entre outros.  

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa