Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Outubro > Governo capacita profissionais sobre acesso da população LGBT à saúde

Notícias

Governo capacita profissionais sobre acesso da população LGBT à saúde

Assistência Social

Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social podem se inscrever no curso online até 18 de novembro
publicado  em 04/10/2016 18h35

Brasília – Os trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) podem se inscrever até 18 de novembro na terceira edição do curso online sobre Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT). Coordenado pelo Ministério da Saúde, o curso é oferecido pela Universidade Aberta do SUS e tem o objetivo de capacitar os profissionais que atuam, preferencialmente, no cuidado, acolhimento, direito e acesso à saúde da população LGBT. 

A capacitação é feita à distância, com duração de 45 horas, dividida em três temas: gênero e sexualidade; o estudo da Política LGBT e o acolhimento e cuidado à população LGBT. De acordo com a técnica do departamento de Proteção Social Especial da Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS) e membro do Conselho Nacional de Combate à Discriminação de LGBT, Adrianna Figueiredo, o curso apresenta atividades baseadas em situações cotidianas que as pessoas enfrentam nos serviços de saúde. 

“O curso vem sendo realizado com sucesso pelo Ministério da Saúde, em conjunto com a Rede Universidade Aberta do SUS. A divulgação em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário foi uma das alternativas encontradas para trazer a temática de uma maneira mais completa para os nossos profissionais da Rede de Assistência Social e, assim, qualificá-los ainda mais”, explica. 

Adrianna Figueiredo lembra que os profissionais do Suas atendem pessoas que vivem em vulnerabilidade extrema. “O curso apresenta aos trabalhadores da nossa rede a realidade da população LGBT. Isso é fundamental para que eles, no momento em que procurarem por atendimento, não venham a sofrer uma nova violência por parte dos profissionais que desconhecem essa realidade”, completa. 

O curso faz parte do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica e já qualificou mais de 29 mil profissionais em todo o país.  Para ser aprovado, o aluno deverá obter o mínimo de 70% de acerto nas avaliações. Ao final, o trabalhador recebe um certificado de conclusão. As inscrições podem ser feitas no site http://unasus.uerj.br/cursos-em-andamento/lgbt. 

 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa