Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Novembro > Parceria entre doadores e beneficiários é destaque na I Mostra de Experiências de Bancos de Alimentos

Notícias

Parceria entre doadores e beneficiários é destaque na I Mostra de Experiências de Bancos de Alimentos

Segurança Alimentar e Nutricional

Trabalho desenvolvido entre grupo Atacadão e Programa Mesa Brasil do Sesc reduz condição de insegurança alimentar de crianças, jovens, adultos e idosos
publicado  em 25/11/2016 17h24

Brasília – A parceria entre doadores e beneficiários foi um temas discutidos durante a I Mostra de Experiências de Bancos de Alimentos, promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).

Durante mesa-redonda, o representante do grupo Atacadão, Lúcio Silva, falou sobre o trabalho social, desenvolvido há nove anos, em parceria com o Programa Mesa Brasil do Sesc, um dos parceiros da Rede Brasileira de Bancos de Alimentos. Entre janeiro e outubro deste ano, o grupo doou mais de 1.100 toneladas de alimentos, principalmente hortifrúti.

Os bancos atuam no recebimento de doações de produtos considerados fora dos padrões para a comercialização, mas adequados ao consumo. Segundo Lúcio, o trabalho realizado junto ao Programa Mesa Brasil preserva a responsabilidade com a manipulação do alimento que será doado.

“É comum que a manipulação operacional do produto nos mercados e a própria manipulação do cliente causem avarias ou algum machucado ao produto, o que não o inviabiliza para o consumo humano. Dessa forma, temos o compromisso de firmar parcerias para garantir que esse alimento será utilizado da melhor maneira possível, com o respaldo e a segurança que os bancos de alimentos dão para a gente”, explicou.

A parceria de sucesso acontece da seguinte forma: as unidades do grupo Atacadão selecionam os produtos considerados fora dos padrões para a comercialização e os deixam reservados dentro de áreas de depósito ou câmara fria, a depender do produto. O Mesa Brasil Sesc, por sua vez, realiza toda a logística de ir até a loja, fazer a seleção e levar tudo aquilo que será aproveitado, levando o alimento onde falta.

Também participaram do debate a nutricionista do Instituto Educacional São Judas Tadeu da Congregação São João Batista, Shirley de Jesus, e Ana Cristina Barros, do Departamento Nacional do Sesc.

Para Ana Cristina, o sucesso da ação está na construção de um bom relacionamento capaz de contribuir para a diminuição do desperdício e de reduzir a condição de insegurança alimentar de crianças, jovens, adultos e idosos. “É uma via de mão dupla que funciona com a sensibilização e educação de todas as partes envolvidas”, afirmou. 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa