Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Novembro > Conselho Nacional de Assistência Social debate avanços das políticas públicas

Notícias

Conselho Nacional de Assistência Social debate avanços das políticas públicas

Políticas Públicas

Reunião ampliada e descentralizada reúne 500 participantes, entre conselheiros, gestores e usuários da política de assistência social, em Belém (PA)
publicado  em 22/11/2016 17h39
Foto: Rafael Zart/MDSA

Belém (PA) – O aprimoramento do Sistema Único da Assistência Social (Suas) foi debatido nesta terça-feira  (22), em Belém (PA), durante a primeira Reunião Ampliada e Descentralizada do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) de 2016.

Na ocasião, o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Alberto Beltrame, afirmou que o governo federal continuará trabalhando na direção do avanço das políticas sociais. “Esse evento possibilita uma ampla participação social e permite o intercâmbio de ideias. Vamos manter e aprimorar as políticas sociais. Não aceitamos retrocesso”, ressaltou.

Beltrame anunciou que em breve será publicada a portaria que prevê a realização da Conferência Nacional de Assistência Social em 2017. Para o presidente do CNAS, Fábio Bruni, a reunião ampliada e descentralizada contribuirá para a manutenção e ampliação dos serviços socioassistenciais no país.

“O objetivo do encontro é aprimorar a política de assistência e obter o melhor consenso entre governo e sociedade civil buscando o aprimoramento do sistema, seguindo as orientações do Plano Decenal”, destacou Bruni.

A secretária nacional de Assistência Social, Carminha Brandt, enfatizou a importância da reunião. “É um momento para debatermos e formularmos novas ações para avançarmos na  política nacional”, disse.

O evento, que reúne cerca de 500 conselheiros nacionais, estaduais e municipais, além de gestores e usuários da política, segue até a próxima quinta-feira (24) com a realização de oficinas temáticas.

Lanchas – Nesta terça-feira, também foi assinado um termo de compromisso para a entrega de 15 lanchas sociais pela Marinha para os estados do Maranhão, Amapá e Pará. “É uma forma de customizar o nosso trabalho, ajustando às necessidades locais e, assim, ampliar o acesso á política de assistência social para as famílias que vivem em áreas isoladas e de difícil acesso”, reforçou Beltrame.

No total, a Região Amazônica conta com 123 lanchas fluviais. “É um importante instrumento para o governo chegar com os serviços socioassistenciais nas regiões mais longínquas do país”, acrescentou Carminha Brandt.  

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa