Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Novembro > Banco de Alimentos de Belo Horizonte resgata prática culinária das crianças

Notícias

Banco de Alimentos de Belo Horizonte resgata prática culinária das crianças

SEGURANÇA ALIMENTAR

Iniciativa é uma das 12 selecionadas para a I Mostra de Experiências de Bancos de Alimentos, que será promovida nos dias 23e 24 deste mês
publicado  em 04/11/2016 17h09
Divulgação/Prefeitura Belo Horizonte

Brasília – Como você ensina seu filho a importância da alimentação saudável? Em Belo Horizonte, a ajuda vem do Banco de Alimentos. Os alunos da rede municipal de ensino da capital mineira vão para a cozinha da unidade e aprendem a importância de comer bem, com o resgate da prática culinária.

O Circuito de Educação alimentar e nutricional no Banco de Alimentos: sabor e saber ao alcance das crianças foi selecionado para a I Mostra de Experiências de Bancos de Alimentos, que será realizada nos dias 23 e 24 deste mês, em Brasília. O evento também terá a apresentação em pôster de outros 50 trabalhos.

O projeto, desenvolvido há quatro anos pela Secretaria Municipal Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional (Smasan) da prefeitura de Belo Horizonte, promove visitas à unidade para que as crianças conheçam o seu funcionamento e participem de oficinas. De acordo com a nutricionista da Smasan, Luana Titonele, as atividades são lúdicas para ajudá-las a entender o conceito de segurança alimentar e nutricional. “Queremos que eles se tornem pequenos multiplicadores dessa ideia.”

As aulas incentivam o combate ao desperdício de alimentos e a redução do consumo dos pouco saudáveis. “As oficinas permitem as crianças praticarem a seleção dos alimentos que serão doados para as entidades cadastradas”, conta Luana. Por meio do resgate da prática culinária, os meninos e meninas levam um livro de receitas para casa, para cozinhar com a família. “Eles aprendem que o alimento tem outras dimensões, que não são apenas as nutricionais.”

Avaliação do projeto, desenvolvida em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mostra que 86,4% dos alunos relataram ter gostado muito do circuito. E 62,8% consideram ter aprendido algo novo com as oficinas. “Uma aluna do quarto ano disse que a expectativa dela foi superada, pois pensava que seria uma atividade chata, só com comida ruim. Mas adorou tudo, principalmente as receitas que ela mesma preparou.”

Realizada pelo MDSA em parceria com Embrapa, Mesa Brasil Sesc, ONG Banco de Alimentos, Rede de Bancos de Alimentos do Rio Grande do Sul e Associação Prato Cheio, a I Mostra de Experiências de Bancos de Alimento vai promover a troca de experiências e vivências do trabalho nos Bancos de Alimentos.

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA                                  
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa