Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Março > Poupança Fácil é um direito do cidadão, afirma Tereza Campello

Notícias

Poupança Fácil é um direito do cidadão, afirma Tereza Campello

BANCARIZAÇÃO

Ministra participou nesta quinta-feira (17) do programa Bom Dia Ministro e falou sobre a opção dos beneficiários do Bolsa Família em receber o complemento de renda em poupança
publicado  em 17/03/2016 11h11
Antonio Cruz/ABr

Brasília – “A poupança é uma facilidade para o beneficiário do Bolsa Família. Ter uma conta bancária é um direito do cidadão”, afirmou nesta quinta-feira (17) a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Ela participou do programa Bom Dia Ministro, transmitido ao vivo pela TV NBR.

Tereza Campello explicou que, a partir deste mês, quem recebe o Bolsa Família pode escolher ter o benefício creditado na conta Poupança Caixa Fácil. A conta oferece um cartão de débito, que pode ser utilizado para compras em qualquer estabelecimento, saques e todas as movimentações bancárias.

Segundo a ministra, a bancarização dá mais liberdade e segurança aos beneficiários, que podem organizar melhor as contas. “A família não precisa ficar andando com o dinheiro e vai conseguir se planejar melhor. Se sobrar um dinheiro em conta, ele terá um rendimento da poupança, o que não acontecia antes.”

A Poupança Caixa Fácil é resultado da parceira entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e a Caixa Econômica Federal. A novidade é voltada às famílias que já têm ou queiram abrir uma poupança. “A gente não quer que o beneficiário seja obrigado a abrir conta. Ele não é obrigado a fazer isso esse mês. Se ele quiser pensar melhor, poderá abrir outro mês”, reforçou a ministra.

Leia também:
Beneficiários do Bolsa Família podem usar novo cartão para pagamentos e planejar gastos
Novo cartão é aprovado por beneficiários do Bolsa Família

A educação financeira dos beneficiários também é uma preocupação do MDS. Para auxiliar as famílias, o extrato do Bolsa Família terá informações de como administrar o dinheiro. “Estamos com um programa de educação financeira para os nossos beneficiários. Agora que ele não vai precisar sacar todo o benefício. Isso vai estimular ainda mais essa educação financeira.”

Tereza Campello lembrou que a conta pode receber, além do dinheiro do Bolsa Família, outras fontes de renda. “Os nossos beneficiários trabalham. Têm a renda do Bolsa Família, que é um complemento, e têm a renda do trabalho. Com isso, ele poderá planejar o conjunto da sua renda.”

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa