Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Março > Gestores conhecem alternativa de recebimento do Bolsa Família

Notícias

Gestores conhecem alternativa de recebimento do Bolsa Família

BANCARIZAÇÃO

Teleconferência destacou segurança e praticidade às famílias que podem optar em receber por meio da Conta Poupança Fácil
publicado  em 21/03/2016 11h46

Brasília - A praticidade em utilizar o benefício do Programa Bolsa Família em compras no débito ou dividir o saque sem a necessidade de ir à casa lotérica está ao alcance das famílias de baixa renda. A possibilidade dos beneficiários abrirem uma Poupança Caixa Fácil foi debatida, nesta segunda-feira (21), durante teleconferência na TV NBR, com representantes do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e da Caixa Econômica Federal.

Durante a entrevista, o diretor de Benefícios do MDS, Walter Emura, destacou os benefícios para as famílias que passam a ter um relacionamento com uma instituição bancária. “O Bolsa Família atende cerca de 14 milhões de famílias, que se dirigem uma vez ao mês à rede lotérica para receber. Isso veio para facilitar a vida dos beneficiários que não precisam retirar todo o benefício de uma vez ou utilizar em uma compra no comércio local”, afirmou. “Permite maior praticidade, comodidade e segurança na hora de receber o benefício.”

A abertura é facultativa, sem custos ou taxas, e deve ser feita em qualquer lotérica ou correspondente Caixa Aqui, como apontou o superintendente nacional de Programas Sociais da Caixa, José Umberto Pereira. “Não precisa de comprovante de renda, nem de residência. Só é necessária a apresentação do documento de identidade (RG) e do CPF”, explicou. Ele disse ainda que a Poupança Fácil pode ser utilizada por qualquer pessoa, beneficiária ou não de programas sociais, que movimente até R$ 3 mil por mês. A conta permite dois saques e duas consultas ao saldo mensais sem o pagamento de tarifas.

Caroline Paranayba, coordenadora geral de Administração de Benefícios do MDS, alertou para que os beneficiários não descartem o cartão do Bolsa Família, que contém o Número de Inscrição Social (NIS) e garante o acesso a vários programas sociais do governo federal. Além disso, ela destacou que “o benefício continua sendo pago de acordo com o calendário do Bolsa Família e as famílias devem continuar atentas às mensagens nos extratos”.

Ela também explicou que, caso as famílias se sintam obrigadas a abrir as contas poupanças, devem denunciar a situação para as ouvidorias da Caixa (0800-725-7474) ou do Ministério do Desenvolvimento Social (0800-707-2003, opção 5).

Como funciona - No mês seguinte à abertura da Conta Poupança Fácil, o Bolsa Família já passa a ser creditado na conta e o responsável pelo cartão poderá realizar compras, efetuar saques parciais e consultar seu saldo. Mesmo assim, o cartão do Bolsa Família continua valendo e ainda pode ser utilizado para o a retirada do dinheiro.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa