Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Março > Beneficiários do Bolsa Família podem usar novo cartão para pagamentos e planejar gastos

Notícias

Beneficiários do Bolsa Família podem usar novo cartão para pagamentos e planejar gastos

INCLUSÃO SOCIAL

Bancarização representa ampliação de direito às famílias de baixa renda. Uso do cartão de débito traz segurança e praticidade às famílias
publicado  em 17/03/2016 10h41
Foto: Ubirajara Machado/MDS

Brasília - A partir deste mês, beneficiários do Bolsa Família têm a opção de receber seu dinheiro creditado diretamente em uma conta poupança e utilizar o cartão de débito para compras, saques, consulta a saldo e extrato bancário. A possibilidade é resultado de uma parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e a Caixa Econômica Federal e está voltada às famílias que já possuem ou queiram abrir uma Poupança Caixa Fácil. A abertura é facultativa, sem custos ou taxas, e deve ser feita em qualquer lotérica ou correspondente Caixa Aqui.

A ministra Tereza Campello acredita que a novidade traz segurança e praticidade para os beneficiários do programa de complementação de renda. “Imagina uma mãe poder comprar comida ou material escolar com um cartão de débito? Isso dá ainda mais autonomia às mulheres, que são 93% das titulares do Bolsa Família”, afirma. Para ela, a bancarização das famílias de baixa renda é uma oportunidade de inclusão social. “Traz cidadania a essas pessoas.”

Leia também:
Novo cartão é aprovado por beneficiários do Bolsa Família
Poupança Fácil é um direito do cidadão, afirma Tereza Campello

Presidente do Data Popular, instituto de pesquisa especializada em dados sobre a classe média, Renato Meirelles vê a inclusão bancária dos beneficiários como um grande avanço para a redução das desigualdades sociais e um importante passo para a educação financeira desse público, que não precisará sacar o dinheiro de uma só vez e poderá planejar gastos. Ele aponta a segurança como um fator fundamental na bancarização da baixa renda. “Essas pessoas vivem nas regiões mais periféricas do país. Muitos são assaltados quando voltam para a casa com o dinheiro.”

Segundo a presidenta da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, ao longo de 12 anos do Bolsa Família, foram feitas diversas melhorias e aperfeiçoamentos para gerar mais empoderamento às famílias. “Essa é mais uma medida que pretende proporcionar ampliação de direitos e inclusão bancária aos beneficiários. As famílias passam a utilizar a poupança, se programar para o futuro, planejar e empreender em algum negócio. O acesso aos recursos do Programa também fica mais simplificado e seguro, com a possibilidade de utilização do cartão de débito nos estabelecimentos credenciados.”

Como funciona - A abertura da conta é facultativa e pode ser realizada nas lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui, sem a exigência de comprovante de renda ou residência. Basta que o beneficiário apresente CPF e documento de identidade.

No mês seguinte à abertura da conta, o Bolsa Família já será creditado na conta e o responsável pelo cartão poderá realizar compras, efetuar saques parciais e consultar seu saldo. “O uso do cartão de débito é ilimitado, ou seja, a pessoa poderá fazer suas compras tranquilamente e onde quiser, pagando o valor que desejar”, reforça a ministra Tereza Campello. Ela lembra ainda que o cartão do Bolsa Família continua valendo e ainda poderá ser utilizado para o saque do benefício.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa