Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Maio > Pagamento do Bolsa Família é antecipado em municípios do Paraná e Rio de Janeiro

Notícias

Pagamento do Bolsa Família é antecipado em municípios do Paraná e Rio de Janeiro

SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Serão transferidos cerca de R$ 4,6 milhões para atender a 30 mil famílias
publicado  em 19/05/2016 18h49

Brasília – O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário vai adiantar o pagamento do Bolsa Família em nove municípios paranaenses e quatro do estado do Rio de Janeiro, que encontram-se em situação de emergência.

Ao todo, serão transferidos cerca de R$ 4,6 milhões para atender a 30 mil famílias. Em 12 municípios, a quebra do escalonamento do pagamento já valia desde o mês passado. Em Rio Bom (PR), a vigência é para este mês e junho.

Estado

Município

Famílias atendidas

Total R$

Vigência

PR

Araruna

                  613

         63.136,00

abril e maio

PR

Jacarezinho

               1.855

       282.726,00

abril e maio

PR

Kalore

                  265

         35.723,00

abril e maio

PR

Manoel Ribas

               1.192

       184.980,00

abril e maio

PR

Marilândia do Sul

                  486

         66.255,00

abril e maio

PR

Roncador

                  790

         89.932,00

abril e maio

PR

São João do Ivaí

                  717

         95.497,00

abril e maio

PR

São Pedro do Ivaí

                  370

         56.119,00

abril e maio

RJ

Araruama

             10.359

    1.728.551,00

abril e maio

RJ

Cachoeiras de Macacu

               4.852

       842.309,00

abril e maio

RJ

Maricá

               5.878

       779.722,00

abril e maio

RJ

Silva Jardim

               2.535

       408.081,00

abril e maio

PR

Rio Bom

                    96

         13.145,00

maio e junho

As famílias já podem sacar o benefício, desde a última terça-feira (17), independente do último algarismo do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. Mesmo que o beneficiário tenha perdido o cartão de saque, ele poderá retirar o valor disponível. Nesse caso, o responsável pela família deve ir ao setor do Bolsa Família no município e solicitar a Declaração Especial de Pagamento. O documento apresentado em substituição ao cartão tem validade de 60 dias.

Calendário– Pela regra, o Bolsa Família é pago nos últimos dez dias úteis de cada mês e segue o último algarismo do NIS. As famílias com cartões terminados em “1” recebem no primeiro dia do calendário de pagamento, as com cartões de final “2” no segundo dia e assim por diante.

 Informações para a imprensa:
Ascom / Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa