Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Julho > “Sem o Suas não tem como avançar em políticas sociais no Brasil”

Notícias

“Sem o Suas não tem como avançar em políticas sociais no Brasil”

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Ministro Osmar Terra participou da 148ª Reunião da CIT e aproveitou para pedir apoio dos estados e municípios para enfrentar a crise economia
publicado  em 06/07/2016 16h13
Foto: Lia de Paula/MDS

Brasília – “Sem o Sistema Único de Assistência Social (Suas) funcionando em sua plenitude não tem como avançar em políticas sociais no Brasil”, afirmou o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. Na 148ª Reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), nesta quarta-feira (6), o ministro se apresentou aos gestores estaduais e municipais e mostrou os próximos avanços e desafios do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). 

No encontro, o ministro aproveitou para pedir apoio dos estados e municípios para enfrentar a crise economia. Com alguns repasses do Suas atrasados, Osmar Terra garantiu que vai trabalhar para normalizar o problema. “O presidente Temer não fez nenhum corte nas finanças na área social. Mas o governo anterior nos deu, no orçamento, a metade dos recursos que tinha em 2014”. Osmar Terra disse ainda que o MDSA está avaliando maneiras de recuperar o orçamento perdido para poder cumprir os compromissos firmados. 

Para acalmar os gestores, Osmar Terra assegurou que os programas sociais estão mantidos e que o governo quer avançar ainda mais nas políticas sociais. Para o ministro, um dos desafios do MDSA será estimular a inclusão produtiva no Bolsa Família. “Não vamos mexer no que está funcionando. Uma das questões que podem avançar no Bolsa Família é a inclusão produtiva, mesmo em um período de crise.” 

Leia mais
Após dois anos, Bolsa Família tem aumento de 12,5% 

O secretário Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo (Seds), Floriano Pesaro, avaliou como positiva a apresentação do ministro na CIT. “O ministro clareou aos secretários quais são os próximos passos do Ministério que é olhar para frente e trabalhar para ampliar os programas.” 

Bolsa Família – Durante a reunião da CIT, o secretário Nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão, apresentou os dados sobre o impacto do reajuste de 12,5% no benefício médio do Programa Bolsa Família (PBF). “O reajuste é importante para reativar a economia local. O aumento foi uma resposta à crise econômica”, ressaltou Tiago. 

Informações para a imprensa:
Ascom / Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário
(61) 2030-1021
http://www.mds.gov.br/area-de-imprensa