Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Julho > “Estamos contribuindo para uma alimentação de qualidade”, diz agricultor familiar

Notícias

“Estamos contribuindo para uma alimentação de qualidade”, diz agricultor familiar

PAA

O produtor rural Gaspar de Araújo, de 44 anos, deixou de plantar para a subsistência e passou a comercializar para o mercado governamental
publicado  em 26/07/2016 16h09
Foto: Sergio Amaral/MDSA

Brasília – A assistência técnica e a garantia de venda do mercado governamental deram ao agricultor familiar Gaspar de Araújo, 44 anos, a oportunidade de melhorar sua produção.  No quintal produtivo de alimentos orgânicos, na zona rural de Planaltina (DF), é possível encontrar 15 variedades de verduras e legumes sem agrotóxicos. “Quero produzir e melhorar cada vez mais. Estamos contribuindo para uma alimentação de qualidade”, diz agricultor familiar.

Gaspar de Araújo não está sozinho. Presidente da Associação dos Produtores Rurais Esperança, no assentamento Pequeno Willian, conta com o trabalho de outras 21 famílias, que deixaram de plantar para a subsistência e passaram a comercializar para o mercado governamental. “É muito bom ter me tornado um agricultor familiar. Vivíamos quase mendigando, fazendo ‘bicos’ e, agora, temos a garantia de vender para o governo e na Ceasa [Central de Abastecimento do Distrito Federal]”, afirma.

Localizado a 38 quilômetros de distância de Brasília, o assentamento deu um salto de qualidade graças ao apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), assistência fornecida gratuitamente. “Os técnicos têm nos ajudado bastante. Já ensinaram a trabalhar com orgânicos e têm nos orientando com os quintais produtivos”, explica Gaspar.

E a mudança de vida é comemorada em família. “Consegui financiar, com o dinheiro da minha plantação, um carro usado para passear com a família. Trabalho muito para dar mais qualidade de vida aos meus dois filhos e minha esposa”.

Leia mais: Dia Internacional da Agricultura Familiar: compromisso do governo federal com a população do campo

PAA - Gaspar é um dos mais de 95 mil agricultores familiares que fizeram parte do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em 2015. Somente no ano passado, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário investiu R$ 508 milhões no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e a previsão em 2016 é de que o valor de investimento continue no mesmo patamar. A Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional quer incluir, neste ano, entre 80 a 90 mil agricultores no programa.

Além das compras governamentais, o governo federal tem o compromisso de comprar, no mínimo, 30% de alimentos da agricultura familiar para abastecer órgãos e instituições públicas. 

“Com esta ação, queremos incentivar o mercado e a produção das famílias. Estamos fazendo um trabalho com as entidades públicas estatuais e municipais para que ampliem a compra da agricultura familiar utilizando a mesma legislação do PAA”, afirma o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDSA, Caio Rocha.

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa