Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Janeiro > Qualidade e inovação marcam a final do concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar

Notícias

Qualidade e inovação marcam a final do concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

publicado  em 27/01/2016 19h05
Foto: Pedro Rappoport/FNDE

Uma variedade de temperos, aromas e sabores tomou conta da cozinha do Senai/DF, em Taguatinga, nesta quarta-feira, 27. As 15 finalistas do concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar passaram o dia se revezando entre preparações e apresentação de suas receitas para os jurados. Além do cuidado com o visual dos pratos, as participantes inovaram durante a divulgação das comidas. Enquanto algumas passaram vídeos que mostravam seu trabalhos nas escolas, outras chegaram até a cantar e dançar para contar que realizam suas atividades com alegria.

Organizado pelo Ministério da Educação e pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da educação (FNDE), o concurso foi encerrado deixando um gosto de missão cumprida. Apesar da adrenalina, as merendeiras conseguiram preparar os pratos dentro do tempo previsto e mostraram de que forma conseguem garantir alimentação saudável e de qualidade aos estudantes com ingredientes típicos de suas regiões.

"O nível das receitas está altíssimo. As participantes estão aliando técnica a sabor e aos nutrientes que um prato deve ter", disse a chef Renata Carvalho, que confessou ter achado muito difícil ter que escolher apenas uma de cada região. Além da chef, o júri foi composto por Mariana Rocha, representante do programa Mundial de Alimentos (PMA); Marcelo Oliveira Silva, representante do Conselho de Alimentação Escolar de Uberlândia/MG; Anelise Regina Pinto, nutricionista do centro colaborador de  alimentação e nutrição do escolar da Universidade Federal de Santa Catarina; e André Victor Barbosa, estudante da rede pública de ensino.

André afirmou estar muito à vontade para falar sobre os pratos. Afinal, o estudante, que cursa o 3º ano do ensino médio no Centro de Ensino Médio - CEM 3 de Taguatinga/DF, sempre estudou em escola pública e está acostumado a fazer a maioria de suas refeições no colégio. "Achei muito interessante o fato de elas terem conseguido ser tão criativas usando ingredientes simples do nosso dia-a-dia. Todos as receitas estavam ótimas. Os alunos que são servidos por essas merendeiras se dão muito bem", brincou o estudante.

A primeira edição do concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar reuniu mais de duas mil inscrições de todos os estados do país. E nesta quarta, os jurados degustaram as 15 receitas mais caprichadas de cada região. De nhoque de abóbora à bife verde, foram apresentadas preparações baseadas em ingredientes naturais e nutritivos do Pará, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

"O que mais nos deixou satisfeitos com este concurso foi a possibilidade que tivemos de conhecer as histórias que estão por trás de cada receita. Nesta semana, experimentamos um contato muito rico com as merendeiras e nutricionistas que estiveram aqui. Desde o curso de boas práticas do qual elas participaram até as apresentações da final, todos os momentos conseguiram superar as nossas expectativas", comemorou a Coordenadora do Programa Nacional de Alimentação Escolar, Manuelita Falcão, lembrando que a iniciativa marca os 60 anos das ações do Governo Federal na área de alimentação escolar.

As cinco receitas mais saborosas e criativas - uma de cada região do país - serão divulgadas nesta quinta-feira, 28, durante cerimônia de premiação no auditório do Ministério da Educação, às 9h30, com a presença do Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e do presidente do FNDE, Idilvan Alencar. As criadoras das receitas vencedoras levarão um prêmio de R$ 5 mil e uma viagem internacional.

Os nomes das merendeiras finalistas e as receitas estão disponíveis na página oficial do concurso.

Fonte: FNDE