Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Fevereiro > MDS capacita servidores para atuarem como agentes de combate ao Aedes aegypti

Notícias

MDS capacita servidores para atuarem como agentes de combate ao Aedes aegypti

MDS CONTRA O MOSQUITO

Ação faz parte da estratégia de mobilização do governo federal
publicado  em 15/02/2016 16h36
Foto: Divulgação/MDS

Brasília – Servidores e colaboradores do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) participaram, nos dias 11 e 12 de fevereiro, de capacitação para o combate ao mosquito causador da dengue, zika e chikungunya. A ação faz parte da estratégia de mobilização do governo federal de capacitar todos os agentes públicos para evitar focos de proliferação do Aedes aegypti.

A secretária executiva adjunta do MDS, Natascha Rodenbusch Valente, explicou que todos os cidadãos devem entrar na guerra contra o transmissor.  “Os servidores receberam informações técnicas para que possam ser multiplicadores. Eles estão capacitados a identificar e eliminar possíveis criadouros no trabalho, em casa, na sua quadra, no seu edifício, além de estarem aptos a auxiliar e orientar vizinhos, familiares e amigos”, destacou Natasha.

O mobilizador da ação Jailson Silva Flor, assessor técnico da Secretaria Executiva do MDS, conta que as pessoas estão empenhadas e querem entender mais sobre o combate ao mosquito. “Isso ocorre pelo impacto social causado pelo número de casos. Elas escutam que um vizinho, um familiar teve dengue hemorrágica, vê o número de mortes por Zika aumentando e começa a colaborar. Esse é o momento de formar multiplicadores”.

Para manter a população livre do Aedes aegypti é necessário eliminar toda a água parada. Manter calhas sempre limpas, garrafas viradas para baixo, lixeiras fechadas e tonéis e caixas d’ água tampadas são iniciativas importantes para este combate.

Na opinião de Rosilene Moreira, servidora da Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS), todos os participantes se engajaram na ação. “As pessoas chegaram com a expectativa de aprender e acharam importante serem multiplicadores. Foi uma troca de experiências muito boa”, enfatizou.

O assessor técnico da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (Sagi) Teotônio Cunha acredita que o treinamento complementou as informações passadas pela mídia e diz sentir-se mais responsável quanto à necessidade de redobrar os cuidados e expandir a ideia. “A palestra reforçou a ideia de nos juntarmos para eliminar os possíveis criadouros do mosquito”, ressaltou. 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa