Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Fevereiro > Índios Pataxó e Tupinambá pedem implantação de Cras no sul da Bahia

Notícias

Índios Pataxó e Tupinambá pedem implantação de Cras no sul da Bahia

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Área indígena está em processo de demarcação e as lideranças pedem a presença da assistência social no atendimento às famílias
publicado  em 29/02/2016 14h44
Foto: Rafael Zart

Brasília – Representantes das tribos indígenas de Tupinambá e Pataxó Comexitibá, do sul da Bahia, estiveram no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para apresentar as demandas das comunidades. Eles pedem a criação de um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para atender os índios do município de Prado (BA).

Segundo o representante da Federação Indígena das Nações Pataxó e Tupinambá do Extremo Sul da Bahia (FINPAT), Dário Pataxó, a área indígena no sul da Bahia está em processo de demarcação e as lideranças pedem a presença da assistência social no atendimento às famílias. “Precisamos discutir a questão do Cras, principalmente no município do Prado, onde os indígenas estão sendo discriminados e a desigualdade social está muito grande”, destacou.

A secretária nacional de Assistência Social do MDS, Ieda Castro, salientou que as demandas das comunidades, em especial a implantação do Cras em Prado, serão discutidas em encontro a ser realizado durante a segunda quinzena de março. “A ideia é levar especialistas para demonstrar as experiências de sucesso obtidas em outros Cras que atendem comunidades indígenas. É tarefa do Centro de Referência conhecer e levantar as vulnerabilidades, assim como projetar quais são as potencialidades daquele lugar para que sejam articuladas as devidas políticas sociais”, explicou a secretária.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa