Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Dezembro > MDSA apresenta programas sociais na Cúpula Mundial da Família

Notícias

MDSA apresenta programas sociais na Cúpula Mundial da Família

Assistência Social

Secretária nacional de Assistência Social, Carminha Brant, ressaltou papel da família na redução da pobreza e das desigualdades durante evento em São Paulo
publicado  em 05/12/2016 16h43
Foto: Divulgação/MDSA

São Paulo – “O desenvolvimento de políticas públicas integradas e o protagonismo da família são fundamentais para alcançarmos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs)”, afirmou nesta segunda-feira (5), em São Paulo, a secretária nacional de Assistência Social, Carminha Brant. Ela participa da reunião da Cúpula Mundial da Família 2016, na capital paulista, que reúne representantes de 50 países para discutir ações relacionadas à Agenda 2030. 

Os ODSs formam uma agenda global que visa à erradicação da pobreza, da fome, o desenvolvimento social e sustentável, além da igualdade de gêneros e a prosperidade econômica em todo o mundo. A meta é melhorar as condições de vida da população mundial até 2030.  

Carminha Brant aproveitou a ocasião para apresentar os programas sociais do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), como o Bolsa Família e o Criança Feliz. “A família tem um papel fundamental na redução da pobreza, da fome e da desigualdade em todo o mundo. Só conseguiremos ser melhores quando as nossas crianças tiverem mais atenção e estímulos. Por isso, o governo federal vem trabalhando na implementação do Programa Criança Feliz”, explicou. 

Para a presidente da Word Family Organization, Deisi Kusztra, é preciso conhecer as famílias para desenvolver as ações e atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (OSDs). “Temos que planejar um mundo melhor, mas não podemos deixar ninguém para trás. E a família é a base da nossa sociedade”, destacou.  

O secretário das Nações Unidas, Nikhil Seth, defendeu o engajamento conjunto de governos e sociedade. “Não podemos trabalhar a pobreza de forma desarticulada, sem a integração de áreas como a saúde e a educação. As metas do ODSs não são separadas. O desafio para 2030 é relacionar as métricas de integração, pensando na coletividade”, afirmou. 

A abertura da Cúpula Mundial da Família de 2016 contou ainda com a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, dos ministros José Serra (Relações Exteriores) e Ricardo Barros (Saúde), e da vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, entre outras autoridades. O evento segue até 7 dezembro. 

Os participantes irão aprovar conclusões e recomendações para a Declaração da Cúpula Mundial da Família 2016, que será endereçada ao Fórum Político do Comitê Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) em 2017.

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa