Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Abril > Maranhão: quatro mil agricultores familiares vão receber cisternas

Notícias

Maranhão: quatro mil agricultores familiares vão receber cisternas

ACESSO Á ÁGUA

MDS e governo estadual estão em fase final de formalização de convênio. Próxima etapa é a seleção das entidades que vão coordenar a implantação das unidades de captação da água da chuva
publicado  em 26/04/2016 15h08
Foto: Divulgação/MDS

Brasília – O governo federal e do Maranhão estão em fase de formalização de convênio para implantação de cisternas telhadão para apoiar quatro mil agricultores familiares do estado. A tecnologia leva alívio às famílias, que chegam a passar por oito meses de seca.

Com a capacidade de captar e armazenar 25 mil litros de água da chuva, o reservatório dá a oportunidade dos agricultores melhorarem sua produção de alimentos, reforçando a segurança alimentar e nutricional das famílias. Ao todo, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) está investindo R$ 40 milhões.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que apenas 71,4% dos domicílios maranhenses possuíam acesso regular a abastecimento de água – bem abaixo da média da região Nordeste, com 80,6%, e do Brasil, com 85,4%. Na área rural do estado, 66,9% dos domicílios não dispunham de acesso à rede pública de abastecimento.

Na próxima etapa, será publicado edital para selecionar as entidades que executarão o convênio. “Estamos em fase processual. A expectativa é que, no final de maio, o edital já esteja pronto”, explica o coordenador-geral de Acesso à Água de Consumo Humano do MDS, Carlos Cleber Soares.

Leia também: MDS padroniza mais uma tecnologia social para apoiar agricultores do Semiárido

A cisterna telhadão é composta pelo reservatório e por um galpão. É pelo telhado do galpão que corre a água que cai da chuva. E ele pode ser utilizado como galinheiro, pocilga, aprisco (para as ovelhas ou cabras), depósito de ração ou feno ou para armazenamento de grãos.

O custo unitário de cada cisterna telhadão é de cerca de R$ 10 mil, o que inclui despesas associadas a todas as atividades necessárias para sua implementação, como a mobilização, seleção e capacitação das famílias, a construção do reservatório e da estrutura de captação. “As famílias que participam da construção das cisternas também serão remuneradas. O valor já está incluído no custo unitário da cisterna”, explica Soares.

Informações sobre os programas do MDS
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa