Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Abril > Bolsa Família melhora vida da população indígena

Notícias

Bolsa Família melhora vida da população indígena

COMBATE À POBREZA

Com a complementação mensal de renda, mais de 332 mil índios saíram da extrema pobreza
publicado  em 19/04/2016 16h34
Foto: Ubirajara Machado/MDS

Brasília – O sonho de se tornar professora está cada dia mais próximo da índia Pataxó, Maria Dajuda Cunha Cruz, 37 anos. Ela mora na pequena cidade de Carmésia, centro-oeste de Minas Gerais. Casada e mãe de nove filhos – um faleceu ainda bebê –, Maria e o marido, Erismar Meireles dos Santos, 34 anos, voltaram a estudar e estão frequentando o ensino fundamental. “Quero ser professora e dar aulas para as crianças daqui. O lugar do índio é na aldeia. Temos que cultivar nossa vida e a nossa terra.” 

“Decidi voltar a estudar porque é muito bom. Hoje, se a gente quer uma vida melhor, a gente tem que estudar”, afirma Maria. O casal incentiva os estudos dos filhos, mantendo as tradições indígenas. Carlos, de 16 anos, é o mais empolgado em ir para uma Universidade. “Ele fala sempre que quer avançar, quer ir para a faculdade e crescer”, conta. Já Sabrina, de 12 anos, é a única que fala a língua guarani fluente. “Ela aprendeu na escola. Eu acho lindo, é uma graça.” 

Há alguns meses, Maria conseguiu um emprego de auxiliar de serviços gerais na escola da aldeia, a mesma que seus filhos frequentam. Desde 2012, eles têm a segurança da complementação mensal de renda do Bolsa Família. “O Bolsa Família é tudo. Foi a oportunidade que minha família teve de melhorar.” 

Maria conta que a casa era simples, não tinha colchão para dormir e, por vezes, a comida também era pouca. “Com o programa conseguimos comprar umas coisinhas. O Bolsa colocou comida no prato, meus filhos na escola e agora eu também.” 

Com os filhos na escola e uma perspectiva de vida melhor, Maria ainda sonha em uma vida melhor para seu povo, com menos discriminação. “Quero mais respeito para nós indígenas.” 

Extrema pobreza – Dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) mostram que 332,5 mil índios e índias recebem o Bolsa Família e saíram da situação de miséria. O número é significativo, representa 37% da população indígena brasileira, que é de 896,9 mil, segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2010.

 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa