Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Setembro > Paraíba abre debate sobre novas estratégias para assistência social no país

Notícias

Paraíba abre debate sobre novas estratégias para assistência social no país

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Conferência estadual coloca em discussão os avanços e prioridades para os próximos dez anos do Sistema Único de Assistência Social
publicado  em 29/09/2015 19h29

 Brasília – As principais conquistas do país com a criação do Sistema Único da Assistência Social (Suas) e as prioridades para a próxima década estão sendo discutidos na 10ª Conferência Estadual de Assistência Social – Consolidar o Suas de vez rumo a 2026. O evento, que começou nesta terça-feira (29) e segue até quinta (1º), em João Pessoa (PB), dá início a uma série de conferências estaduais que buscam traçar novas estratégias para a assistência social no país.

A secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Ieda Castro, participou da abertura do encontro. Segundo ela, as conferências estaduais trazem um novo elemento para o debate. “Vamos discutir as necessidades de forma regionalizada. É um momento de pensarmos novas formas de atenção da assistência social que amplie a capacidade de proteção da política de assistência”, reforçou.

Para Ieda, as conferências possibilitam identificar os principais gargalos do ponto de vista da gestão, já que a agenda da assistência social também traz como meta a qualificação dos trabalhadores do Suas e dos serviços socioassistenciais. A secretária explica que, para alcançar esse objetivo, é preciso profissionalizar a gestão, com trabalhadores qualificados que sejam capazes de analisar a realidade, os indicadores e produzir resultados. “Isso é qualificar a gestão e ter um serviço que atenda com dignidade, que responda às necessidades dos usuários”, acrescenta. 

Leia também

Com essa coleta de dados iniciada na conferência estadual da Paraíba, o MDS poderá organizar o conjunto de demandas para levar à discussão na conferência nacional, que será realizada em dezembro, em Brasília. “A partir daí, vamos estabelecer prioridades regionais e nacionais que vão servir de suporte para a elaboração dos planos municipais, estaduais e o plano nacional do governo federal”, ressalta Ieda.

Em 2005, o MDS publicou a Norma Operacional Básica do Suas e marcou o início de uma nova era de superação da extrema pobreza no país e de garantia de direitos. A iniciativa, que envolveu esforços dos governos federal, estaduais e municipais, rompeu com o ciclo de assistencialismo e clientelismo que vigorava até então no país.

Hoje, dez anos depois, o Suas possibilitou estruturar no país 7.511 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), 2.292 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e 302 Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros POP). Na Paraíba, são 229 Cras presentes em 223 municípios, 103 Creas em 73 municípios, e 6 Centros POP em 5 municípios.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa