Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Setembro > Ieda Castro apresenta balanço do plano decenal do Suas no CNAS

Notícias

Ieda Castro apresenta balanço do plano decenal do Suas no CNAS

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Instrumento serviu para estruturar o sistema e auxiliará o governo a definir as prioridades para os próximos dez anos
publicado  em 17/09/2015 18h30
Foto: Ana Nascimeto/MDS Segundo a secretária as prioridades na área são definidas a partir de um diagnóstico regionalizado

Segundo a secretária as prioridades na área são definidas a partir de um diagnóstico regionalizado

Brasília,  – O balanço decenal 2005/2015 do Sistema Único da Assistência Social (Suas) foi apresentado nesta quinta-feira (17) pela secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Ieda Castro. Ela participou da reunião ordinária do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS).

O plano é um instrumento de gestão que auxilia o governo a definir prioridades para os próximos dez anos. “É uma ação de caráter nacional, para que todos os estados e municípios sigam e construam resultados estratégicos para o país”, destacou Ieda.

Segundo a secretária, as prioridades na área de assistência social são definidas a partir de um diagnóstico regionalizado, onde municípios e estados identificam as situações de desproteção social. “A partir deste levantamento abre-se a discussão nacional para definir as ações que vão ser adotadas por todas as unidades da federação na próxima década”, acrescentou.

Para Ieda Castro, o plano decenal 2005/2015 serviu para estruturar o Suas. Ela lembrou que em todo o país são 7.511 centros de Referência de Assistência Social (Cras), 2.292 centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e 302 centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros POP).

“Todas as metas que estavam no plano nós cumprimos nesses 10 anos”, reforçou a secretária. Ieda também falou dos desafios para a próxima década. “Precisamos olhar para as especificidades locais e regionais. Criamos um padrão de Suas, mas precisamos reorganizar o sistema para atender as particularidades de cada lugar desse país”.

Informações sobre os programas do MDS:

0800-707-2003

mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:

Ascom/MDS

(61) 2030-1021