Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Setembro > Capacitação dá acesso a mercado de trabalho e confere autoestima a mulheres em Tucuruí (PA)

Notícias

Capacitação dá acesso a mercado de trabalho e confere autoestima a mulheres em Tucuruí (PA)

MULHERES MIL

Em situação de vulnerabilidade social, beneficiárias de política sociais recebem diploma do Pronatec Mulheres Mil nesta terça-feira (22)
publicado  em 22/09/2015 19h25
Foto: Laurin Webster / MDS Bruna Gabriela (azul), é uma das 230 formandas do Pronatec Mulheres Mil

Bruna Gabriela (azul), é uma das 230 formandas do Pronatec Mulheres Mil

Tucuruí (PA) – Bruna Gabriela Pessoa, 20 anos, mora com a mãe em Tucuruí (PA). Há cinco meses, a única renda da família era composta pelo benefício de pouco mais de R$ 110 do Bolsa Família e de algumas lavagens de roupa que a mãe conseguia. Após fazer o curso de auxiliar administrativo do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) Mulheres Mil, voltado para mulheres em vulnerabilidade social, a jovem conquistou o seu primeiro emprego, e já na função para a qual se preparou, no Corpo de Bombeiros. “Ter o curso na área me ajudou muito a conseguir a vaga de trabalho”, conta a jovem que executa a elaboração de documentos do órgão público.

Hoje, com o salário mínimo que recebe, Bruna ajuda no pagamento das contas e na alimentação. “O Pronatec é uma oportunidade importante de capacitação para as pessoas que não têm condições de pagar por um curso de qualidade como este. É um aprendizado muito grande”, afirma. Ela também já faz planos para um futuro próximo. “Quero continuar estudando. Vou fazer uma faculdade de enfermagem”, projeta.

A auxiliar administrativo será uma das mais de 230 formandas que receberão o certificado de conclusão da qualificação profissional do Pronatec Mulheres Mil em Tucuruí (PA), nesta terça-feira (22), às 18h, no Centro de Convenções do município.

De acordo com o diretor de Inclusão Produtiva Urbana, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Luiz Muller, a formatura é só o início de uma longa jornada profissional. “Mulheres extremamente pobres que nunca tiveram a oportunidade de ocupar vagas no mercado de trabalho passaram a acessá-lo por meio do Pronatec Mulheres Mil”, destacou.

Em todo o estado, desde janeiro de 2012, mais de 30 mil matrículas no Pronatec foram realizadas em 76 municípios. Os cursos de qualificação profissional são oferecidos gratuitamente. Quem participa ainda recebe alimentação, transporte e materiais escolares. As capacitações são realizadas em instituições de ensino técnico e tecnológico, como as unidades do sistema nacional de aprendizagem (Senac, Senai, Senar e Senat) e a rede federal e estadual de educação profissional e tecnológica. Para 2015, no Pará, estão previstas 9,3 mil vagas de qualificação profissional em 382 cursos.

Inclusão – O Pronatec é uma das ações de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria, tendo os beneficiários dos programas de transferência de renda como seu principal público. Por meio do programa, mesmo nas regiões historicamente com baixo desenvolvimento, a população de baixa renda tem acesso à qualificação profissional.

O Brasil Sem Miséria estimula também a formalização dos empreendedores como Microempreendedores Individuais (MEIs). Dessa forma, eles podem emitir notas fiscais, ter acesso à Previdência Social e registrar eventuais empregados ou colaboradores. Até janeiro deste ano, 20,4 mil pessoas beneficiárias do Bolsa Família se tornaram microempreendedores individuais no Pará.

Outra ação importante é o Programa Crescer, que facilita o acesso ao crédito orientado para que a população possa ampliar pequenos negócios. Ele oferece taxas de juros mais baixas e procedimentos sem burocracia para a tomada de crédito. No estado, foram realizadas quase 50 mil operações de microcrédito para os beneficiários do Bolsa Família.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021