Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Outubro > Bolsa Família estará ligado a este sinal

Notícias

Bolsa Família estará ligado a este sinal

TV DIGITAL

Aplicativo abrirá novo canal de informação com beneficiários
publicado  em 07/10/2015 09h09

Brasília – Quase dois meses antes de o sinal de televisão analógica começar a ser desligado no município de Rio Verde, em Goiás, 60% das famílias beneficiárias do Bolsa Família já agendaram o recebimento de conversores para a TV Digital. Essas famílias vão receber os equipamentos a partir desta quarta-feira (7). A distribuição está prevista no plano de universalização da recepção dos sinais da TV Digital no país. 

Tela de acesso a informações do Bolsa Família na TV Digital

O município de Rio Verde foi escolhido para dar início à implantação da TV Digital. Lá, o sinal analógico será desligado em 29 de novembro. O município tem 6.675 famílias no programa de transferência de renda, com base na folha de benefícios de julho.  

Até 2018, as famílias do Bolsa Família em todo o país receberão gratuitamente um kit contendo um conversor, um controle remoto e uma antena adaptada às condições do domicílio. A entrega dos equipamentos deverá ser agendada pelo telefone 147 ou pela internet, dentro dos prazos definidos para cada localidade. 

Os conversores de televisão serão distribuídos com um aplicativo com informações sobre o Bolsa Família, como as datas de pagamento dos benefícios e as condições de acesso ao programa, além de respostas a dúvidas, sobre como desbloquear o cartão, por exemplo. “Trata-se de um canal direto de comunicação do Ministério do Desenvolvimento Social com os beneficiários”, explicou Guido Lemos, professor da Universidade Federal da Paraíba, que coordenou o desenvolvimento do aplicativo.

O controle remoto que acompanhará os conversores conterá a tecla “Ginga”, para acesso ao conteúdo destinado aos beneficiários do Bolsa Família e a outros conteúdos do governo federal. 

A universalização da recepção dos sinais de TV digital é uma exigência para o desligamento do sinal analógico. Consiste em garantir que 93% dos domicílios possam receber os sinais na nova frequência.

Essa exigência foi definida no leilão para a telefonia de banda larga, em setembro de 2014. A distribuição dos conversores a beneficiários do Bolsa Família será custeada com recursos pagos pelas empresas de telefonia celular vencedoras do leilão e transferidos à associação sem fins lucrativos EAD, responsável por operacionalizar o desligamento do sinal analógico e a transição para o sinal digital.

De acordo com o IBGE, mais de 90% (91,3%) dos domicílios mais pobres do país – na faixa de renda dos beneficiários do Bolsa Família –  têm televisão.

Após o desligamento do sinal em Rio Verde, a transição para a TV Digital será implementada no Distrito Federal e 9 municípios de Goiás, em 34 municípios do Estado de São Paulo, incluindo a capital, e em 39 municípios de Minas Gerais, no entorno de Belo Horizonte.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

 Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa