Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Outubro > Segurança alimentar dos povos indígenas é tema de debate internacional

Notícias

Segurança alimentar dos povos indígenas é tema de debate internacional

Segurança Alimentar e Nutricional

Secretário do MDS participou de painel durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, em Palmas
publicado  em 26/10/2015 17h50

Brasília – Indígenas e povos originários da América, Nova Zelândia, Austrália, Congo, Etiópia, Mongólia e Rússia participam até 1º de novembro da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, em Palmas (TO). Nesse domingo (25), representantes do governo federal e de comunidades indígenas do Chile, Panamá, México e Brasil debateram a importância da cultura alimentar tradicional destes povos e como promover a segurança alimentar e nutricional.

Na ocasião, o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Arnoldo de Campos, participou do debate e destacou que, mesmo com a saída do Brasil do Mapa da Fome, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), a insegurança alimentar de povos e comunidades tradicionais merece atenção redobrada com o acesso às políticas públicas. “Não podemos nos deixar acomodar pelos bons resultados que obtivemos. Temos muito que fazer para que todas as famílias tenham garantido o seu direito humano à alimentação”, afirmou.

Além disso, Arnoldo de Campos destacou o conhecimento tradicional das comunidades indígenas na produção de alimentos e alertou para a necessidade do resgate de práticas de alimentação saudável.  “Temos que declarar guerra ao alimento de má qualidade na cidade, nas comunidades e aldeias, e promover novos hábitos alimentares, com base em alimentos saudáveis, da agricultura familiar, livre de agrotóxicos e contaminantes. As populações indígenas têm muito a contribuir”.

O painel foi marcado pelo intercâmbio de informações e experiências entre diversos grupos de indígenas e pessoas ligadas ao tema, além de representantes de governo e da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). 

O encontro integrou a programação da II Feira Nacional da Agricultura Tradicional Indígena (Fenati), evento que ocorre simultaneamente aos Jogos Indígenas, e contará com a participação de diversas etnias brasileiras. Lá, as comunidades venderão produtos da agricultura familiar até 31 deste mês. Além disso, elas participarão de rodas de conversa sobre inclusão produtiva rural, com as compras institucionais pelos Programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e de palestras sobre Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e tecnologias sociais voltadas para as terras indígenas.

A II Feira Nacional da Agricultura Tradicional Indígena é realizada por meio de uma parceria entre o MDS, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Já os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas são realizados pelo Comitê Intertribal Memória Ciência Indígena (ITC), com apoio do Ministério do Esporte.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa