Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Outubro > Gestão dos dados de condicionalidades do Bolsa Família é reconhecida internacionalmente

Notícias

Gestão dos dados de condicionalidades do Bolsa Família é reconhecida internacionalmente

PREMIAÇÃO

MDS participou de concurso que avalia o gerenciamento de grandes bases de dados de empresas e entidades governamentais
publicado  em 21/10/2015 16h51
Divulgação

Brasília – O acompanhamento das condicionalidades de educação e saúde do Programa Bolsa Família foi reconhecido internacionalmente. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) foi um dos finalistas do prêmio Teradata 2015 EPIC Awards, na modalidade Visão Integrada, pela utilização de tecnologias de monitoramento das informações de todo o país. Por ano, 17 milhões de alunos são acompanhados na escola e, semestralmente, 9 milhões de famílias do programa têm acompanhamento de saúde.

“O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome provou ser uma organização eficaz, de alto nível de realização, liderada por pessoas que entendem que a integração de dados dentro de processos de negócios é uma ciência operacional estratégica - e inspirou milhares de inovadores em toda a comunidade global”, destacaram os organizadores do Teradata EPIC Awards. O concurso avaliou a utilização analítica de dados de empresas, organizações e entidades governamentais em todo o mundo.

Em 2013, o Bolsa Família recebeu o I Prêmio por Desempenho Extraordinário em Seguridade Social (Award for Outstanding Achievement in Social Security), concedido pela Associação Internacional de Seguridade Social (ISSA, em inglês). A premiação reconheceu o sucesso brasileiro no combate à pobreza e na promoção dos direitos sociais da população mais vulnerável do Brasil.

Condicionalidades

Educação - Quando entram para o Bolsa Família, as famílias assumem o compromisso de manter seus filhos na escola. Entre 6 e 15 anos, a frequência deve ser de, no mínimo, de 85%. Já os estudantes entre 16 e 17 anos devem frequentar ao menos 75% das aulas. De acordo com o Censo Escolar da Educação Básica de 2013, os alunos do Bolsa Família tem apresentado menor taxa de abandono e desempenho equivalente ao dos  colegas que não integram o programa.

Saúde - Por meio da condicionalidade de saúde, as crianças são acompanhadas desde antes de nascerem, com o pré-natal das beneficiárias gestantes. A exigência teve repercussão direta na queda da mortalidade infantil – 19% em crianças de até cinco anos – e na diminuição em 14% do número de nascimentos prematuros. Os números mostram que a redução da mortalidade foi ainda maior quando observadas causas específicas, como desnutrição (65%) e diarreia (53%).

As crianças também têm superado a deficiência nutricional crônica, que caiu pela metade – de 17,5%, em 2008, para 8,5 %, em 2012. Por conta disso, a altura média das crianças do Bolsa Família aumentou. No caso dos meninos, passou de 107,8 cm, em 2008, para 108,6, em 2012. As meninas passaram de 107,2 cm para 107,9 cm, no mesmo período.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa