Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Outubro > Combate à pobreza com tecnologia de ponta

Notícias

Combate à pobreza com tecnologia de ponta

BOLSA FAMÍLIA 12 ANOS

Beneficiários acessam informações do Bolsa Família pelo celular. Aplicativo facilita o dia a dia das famílias
publicado  em 21/10/2015 11h00
Exibir carrossel de imagens Foto: Ubirajara Machado

Brasília – A tecnologia que envolve a administração, gestão e atendimento aos beneficiários do Programa Bolsa Família é um dos principais pilares para o sucesso do programa nestes 12 anos. São computadores de altíssima capacidade de processamento de dados, sistemas de informações, protocolos de segurança da informação e telecomunicações. O gerenciamento do programa está amparado por tecnologias de ponta, com padrões internacionais devidamente reconhecidos.

 A Caixa Econômica Federal, instituição financeira parceira do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para operar o Bolsa Família e gerenciar o Cadastro Único, utiliza uma base de dados que contém informações de 27 milhões de famílias. Em um único dia, chega a pagar 1 milhão de benefícios em mais de 38 mil pontos de pagamentos distribuídos em todo o território nacional. Também cabe à Caixa gerar a folha de pagamento mensal, uma operação que envolve a composição de informações das famílias, os benefícios variáveis e as regras do programa. 

E, para ampliar ainda mais as tecnologias que facilitam a vida da população, o banco público federal lançou, na segunda-feira (19), um aplicativo para celulares que permite aos beneficiários acessarem informações do programa. Com o Bolsa Família no celular, é possível, por exemplo, saber que dia o pagamento será liberado ou se o benefício está bloqueado ou cancelado. 

Outra novidade que vai facilitar o dia a dia das famílias é a disponibilização do extrato para consulta. Por meio dele, mensagens importantes são enviadas aos beneficiários, como a necessidade de atualizar o cadastro ou o eventual descumprimento de condicionalidades do programa. O aplicativo ainda permite o esclarecimento de dúvidas por meio da área “Perguntas Frequentes” e a consulta do ponto de atendimento da Caixa mais próximo para receber o pagamento. 

A beneficiária do Bolsa Família Tatiana Palheta Silva, 34 anos, já instalou o aplicativo e comemorou a comodidade que ele trará para sua vida. “Não precisarei mais enfrentar grandes filas para pegar informações. Agora posso programar melhor minha rotina.”

Segundo o secretário de Renda de Cidadania do MDS, Helmut Schwarzer, o Bolsa Família no celular permite que o beneficiário dedique mais tempo com a família, com o trabalho, por não precisar se deslocar até um ponto da Caixa para conseguir informações. “É um mecanismo de comunicação moderno, de fácil utilização, seguro, cômodo, que permite que o beneficiário utilize na hora em que necessitar. Além disso, ele aumenta a transparência e qualidade de comunicação entre o beneficiário e o programa.” 

Para ter acesso ao Bolsa Família no celular (smartphone), é necessário que o beneficiário baixe gratuitamente o aplicativo nas lojas da Google Play (Android),  App Store (IOS) e Windows Phone (Windows).  Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mostram que entre os 20% mais pobres da população, 82,6% têm aparelho celular. Em 2003, esse número era de apenas 11,9%. 

“O aplicativo é uma das ações que a Caixa vem buscando para avançar na inovação e facilitar o acesso ao direito por parte do beneficiário. Ele dará mais transparência para o programa que tem uma função de Estado que é combater a pobreza e a miséria”, explicou o diretor de Benefícios Sociais da Caixa Econômica Federal, Roberto Barreto.

Brevemente, outra tecnologia de ponta irá facilitar o acesso dos beneficiários às informações do programa. A partir de 2018, quando se completar o processo de transição do sinal analógico de televisão para a TV Digital, os beneficiários do Bolsa Família também poderão receber informações por um aplicativo instalado nos conversores distribuídos às famílias do programa. Essa distribuição faz parte do processo de universalização do sinal de TV Digital, que precisa alcançar 93% dos domicílios do país. 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa