Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Novembro > Pesquisa mapeia práticas do SCFV com crianças

Notícias

Pesquisa mapeia práticas do SCFV com crianças

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Resultados servem de referência e análise para novas orientações que reforcem o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
publicado  em 12/11/2015 17h34
Foto: Ana Nascimento/MDS

Brasília – “Muitas mães relataram que não gostavam de carinhos. Mas não se afastavam quando o filho pedia. Precisamos saber a história também dos pais para entender a relação dessas famílias”, conta a pesquisadora Mariana Crispim. Este é um dos desafios do dia a dia dos profissionais que atuam no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) em todo o país. 

Mariana é uma das técnicas da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal que participaram de pesquisa com o objetivo de conhecer e avaliar as práticas do SCFV com crianças até 6 anos. Atualmente, nos 5.038 municípios que ofertam o serviço, existem mais de 107 mil crianças nesta faixa etária que são atendidas. A parceria do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) com a instituição avaliou a execução em Betim (MG), Caçapava do Sul (RS), Três Lagoas (MS), Santa Cruz (RN) e Tarauacá (AC).

A secretária nacional de Assistência Social do MDS, Ieda Castro, explica que a pesquisa será usada como referência para análise e elaboração de orientações técnicas, que servirão de apoio à gestão, funcionamento e execução do SFCV nos municípios, de forma a garantir à convivência familiar e comunitária das crianças atendidas. “Esse é um momento oportuno, pois estamos fortalecendo esse serviço. Precisamos padronizar, mas respeitando as especificidades de cada território.” 

O serviço do Sistema Único da Assistência Social (Suas) complementa o trabalho social com famílias realizado nos Centro de Referência da Assistência Social (Cras) ou nos Centros de Convivência. Por meio dele, são desenvolvidas atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas, uma forma de intervenção social planejada que cria situações desafiadoras, estimula e orienta os usuários na construção e reconstrução de suas histórias e vivências individuais, coletivas e familiares. 

A secretária municipal de Assistência Social de Caçapava do Sul, Rosa Lúcia Vivian, conta que, em sua cidade, o serviço oferece oficinas e orientações de cidadania e sociabilidade, sustentabilidade. “Nós construímos esse trabalho em equipe. Entrou o olhar de todos, inclusive do usuário”, ressalta. Já a técnica de monitoramento da Proteção Básica do governo do Mato Grosso do Sul, Geise Kernel, destaca que o SCFV trabalha o relacionamento integral entre a criança e a família. “O serviço não é uma prática de creche.” 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa