Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Novembro > Conferência incentiva troca de saberes regionais

Notícias

Conferência incentiva troca de saberes regionais

COMIDA DE VERDADE

Participantes do encontro que debate segurança alimentar e nutricional podem visitar estandes de instituições e de todas as regiões do Brasil
publicado  em 05/11/2015 17h00
Exibir carrossel de imagens Foto: Ana Nascimento/MDS

Brasília – Comidas, receitas, sementes, artesanatos, roupas e bijuterias de todas as regiões do Brasil estão à mostra nos estandes da 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, em Brasília. Neles, os participantes do encontro trocam saberes locais sobre alimentação saudável.

O resgate da comida de verdade dos nossos avós foi o tema escolhido pelo estande do Paraná, que apresenta, além de utensílios usados antigamente como passador de macarrão, a receitas e histórias. “Queremos resgatar as receitas que contam histórias de famílias e replicá-las” diz Eliane Zanrosso, administradora da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento.

Quem quiser, pode aprender as receitas da roça paranaense, como a paçoca de amendoim e a torta de mandioca, e sobre a versatilidade de receitas feitas com cebola, abóbora, mandioca, milho verde, folhas e talos. Também estão expostas sementes orgânicas como variedades de feijão, algodão, girassol, melancia, arroz e milho, além do típico pinhão paranaense.

Leia mais notícias sobre a 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional
Acesse a galeria de imagens da 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

Pensando também no futuro, o projeto “A Cápsula do Tempo” é uma panela de ferro, onde estão guardadas sementes e receitas. Ela só será aberta no dia 16 de outubro de 2035, para que as futuras gerações conheçam o que se tinha 20 anos atrás.

Já no estande da Região Norte, é possível encontrar biscoitos, adereços indígenas, sabonetes, medicamentos como pomadas cicatrizantes, bombons e instrumentos musicais. Tudo acompanhado por receitas de comidas típicas e livretos sobre projetos estaduais, como, por exemplo, o aleitamento materno e o “Pra vida toda”, trabalho voltado para a educação nutricional.

Jarimar Ferreira, técnico da Secretaria Estadual de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda explica que o estande está sendo importante para divulgar a cultura e as produções municipais como receitas culinárias que podem mudar hábitos alimentares. “O diferencial desse momento é a interação regional. Daqui tem que sair uma rede de segurança alimentar e nutricional para interagir nacionalmente na perspectiva de fazer a vigilância social e construir a política pública.”

Além das cinco regiões brasileiras que estão representadas nos estandes, é possível conhecer o trabalho de algumas instituições, como da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Furnas Centrais Elétricas, Centro de Excelência contra a Fome, Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), Serviço Social do Comércio (Sesc) e Banco da Amazônia (Basa).

5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional segue até sexta-feira (6), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. O encontro reúne cerca de 2 mil pessoas, entre delegados, convidados, representantes da sociedade civil e observadores internacionais.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa