Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Novembro > Combate à fome entre países de língua portuguesa é tema de debate

Notícias

Combate à fome entre países de língua portuguesa é tema de debate

SEMINÁRIO

Ministra Tereza Campello participou, nesta segunda-feira (9), do Seminário Fome e Desigualdades nos Países Lusófonos, em Brasília
publicado  em 09/11/2015 12h58
Foto: Ana Nascimento/MDS

Brasília – A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, destacou, nesta segunda-feira (9), a importância da redução da desigualdade e da fome entre os países de língua portuguesa. “Precisamos trabalhar em conjunto, pois muitos dos problemas e soluções são comuns entre esses países”, afirmou. Ela participou do Seminário Fome e Desigualdades nos Países Lusófonos, em Brasília.

Tereza Campello destacou que a prioridade do governo em combater à fome fez com que o Brasil se tornasse referência mundial no tema. “A fome sempre foi uma questão de segurança alimentar e nutricional. Além de ofertar comida para quem precisa, temos que dar oportunidade para os pequenos agricultores que podem produzir alimentos.”

A ministra falou também sobre o sucesso da 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional que discutiu o tema Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar. “Foi um momento de discussão entre governo e sociedade civil. Um momento de construção de políticas públicas muito fortes.”

O seminário reúne, até quarta-feira (11), representantes das Cáritas Lusófonas de oito países de língua portuguesa. O objetivo é ampliar a participação da sociedade civil, em parceira com os países, na consolidação de das ações de gestão pública previstas nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

FAO – A importância do exemplo brasileiro para que o mundo consiga superar a fome foi destaque no relatório O Estado da Segurança Alimentar e Nutricional no Brasil 2015. Divulgado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) na última quinta-feira (5), o documento ressalta as iniciativas de sucesso desenvolvidas pelo governo e aponta os desafios para os próximos anos.

“O protagonismo brasileiro no âmbito internacional é promissor para a promoção da segurança alimentar e nutricional no mundo à luz do seu reconhecimento mundial como exemplo bem-sucedido no combate à fome, sua participação expressiva na economia mundial, e o nível de amadurecimento da sua análise sobre as ações necessárias para alcançar a garantia, para todos, do direito humano à alimentação adequada e saudável”, aponta o relatório.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa