Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Março > Pronatec qualifica população de baixa renda em Eunápolis (BA)

Notícias

Pronatec qualifica população de baixa renda em Eunápolis (BA)

INCLUSÃO PRODUTIVA

Beneficiários do Bolsa Família conquistaram emprego com carteira assinada depois que concluíram cursos de qualificação profissional
publicado  em 26/03/2015 09h00

Brasília – A beneficiária do Bolsa Família Jaqueline Souza da Silva, 31 anos, mãe de dois filhos, conquistou uma vaga de trabalho com carteira assinada em uma confeitaria de Eunápolis (BA). A oportunidade surgiu depois que ela concluiu o curso de pizzaiolo do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), voltado à população de baixa renda. “Antes eu fazia doces e vendia na rua, mas ganhava pouco, apenas para a sobrevivência. Depois do curso do Pronatec, consegui pela primeira vez um trabalho com carteira assinada e estou muito feliz”, conta.

Na confeitaria, Jaqueline produz doces, esfirras, pão caseiro e pizza. Em casa, também coloca a mão na massa e produz pizzas para vender na vizinhança. Agora que a renda está melhorando, ela já faz planos para o futuro. “Quero ser microempreendedora, ter meu próprio negócio”, ressalta.

A beneficiária ainda pretende fazer outros cursos do Pronatec na área de confeitaria. “Gosto muito de aprender coisas novas. E o curso do Pronatec é muito bom, os professores são de primeira qualidade. Para quem realmente quer aprender é uma oportunidade muito grande, ainda mais para quem não pode custear.”

Robenilton da Cruz Santana, 27 anos, também conseguiu um emprego com carteira assinada após concluir o curso de garçom do Pronatec. De terça a domingo, ele trabalha em uma pizzaria de Eunápolis. “Estava desempregado quando fiz o curso. Aprendi muitas técnicas importantes para quem quer ser profissional nesse ramo. O garçom, além de saber atender bem o cliente, deve saber também arrumar uma mesa com capricho. Você não pode ser qualquer garçom, tem que ser o garçom.”

Jaqueline e Robenilton participam da formatura do Pronatec em Eunápolis, nesta quinta-feira (26). A solenidade vai reunir mais de 1,2 mil alunos do programa. No município, foram realizadas 3,5 mil matrículas desde 2012. Em todo o país, são mais de 1,7 milhão de matrículas em 3.606 municípios.

No Pronatec, os cursos são gratuitos e voltados para o público de baixa renda. São pagos pelo Governo Federal e ministrados por estabelecimentos de qualidade reconhecida pelo mercado, como os Institutos Federais e as instituições do Sistema S (Senai, Senac, Senat e Senar). Isso tem proporcionado mão de obra qualificada aos empregadores, já que os tipos de cursos oferecidos levam em conta as oportunidades abertas em cada região. Quem participa recebe gratuitamente material escolar, transporte e lanche. 

Para participar do Pronatec Brasil Sem Miséria, é preciso ter no mínimo 16 anos e estar cadastrado ou em processo de inclusão no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. As matrículas podem ser feitas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).