Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Março > Parceria garante universalização do acesso à água nas escolas rurais do Ceará até 2016

Notícias

Parceria garante universalização do acesso à água nas escolas rurais do Ceará até 2016

ACESSO A ÁGUA

MDS vai investir R$ 9,6 milhões para instalação de 725 cisternas. Acordo com governo do Ceará foi firmado nesta quinta-feira (12), em Fortaleza
publicado  em 12/03/2015 18h50

Brasília, 12 – As escolas públicas do Ceará vão receber um importante instrumento para a garantia da segurança alimentar das crianças que estudam nelas. Parceria firmada nesta quinta-feira (12), entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o governo do Ceará, vai garantir a universalização do acesso à água em escolas das áreas rurais até 2016. Já estão assegurados recursos do MDS de R$ 9,6 milhões para a instalação de 725 cisternas. 

O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Arnoldo de Campos, firmou o compromisso durante reunião com o secretário adjunto de Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará, Wilson Brandão. Arnoldo também destacou a necessidade de fortalecer o processo de inclusão produtiva rural. Hoje, mais de 31 mil famílias já estão incluídas na estratégia. Para o cumprimento da meta, resta incluir 8 mil, o que implica em recursos da ordem de R$ 19,5 milhões, já comprometidos no orçamento 2015.

“Precisamos fortalecer o processo de inclusão produtiva rural e garantir que as famílias agricultoras já atendidas tenham acesso ao conjunto de políticas públicas. Assim, vamos potencializar os resultados”, destacou.

Também está prevista a implantação de 114 bancos comunitários de sementes no estado, em parceria com a ASA, que beneficiarão 2.280 famílias agricultoras inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. O objetivo é desenvolver projetos de resgate, preservação, multiplicação, estoque e distribuição de sementes crioulas e varietais, por meio da estruturação de bancos comunitários de sementes e da mobilização e capacitação de agricultores familiares.

“Ficamos muito felizes por discutir nossas ações a partir desta proposta de integração, de complementariedade. As políticas públicas federais existem e estão à nossa disposição. Cabe a nós, em parceria, utilizar da melhor forma possível esta caixa de ferramentas e até propor outras”, reforçou Wilson Brandão. 

Participaram da reunião a diretora de Fomento à Produção e à Estruturação Produtiva do MDS, Rocicleide da Silva, e representantes da Secretaria de Desenvolvimento Agrário nas áreas do Plano Brasil Sem Miséria, do Programa de Aquisição de Alimentos, inclusive na modalidade Leite, da Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural, da Câmara Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional e do Programa Água para Todos.

Ações – De 2011 a janeiro de 2015, já foram entregues pelo Programa Cisternas no Ceará mais de 116 mil cisternas de água para consumo e 15 mil tecnologias sociais de água para produção. Até 2016 está prevista a construção de mais 21 mil cisternas de consumo e 7,3 mil de água para produção.
  
As ações de acesso à água previstas no Ceará para 2015/2016 envolvem instrumentos vigentes, firmados desde 2009, que totalizam recursos de R$ 339 milhões. Esse valor considera entregas já feitas e o que será entregue a partir deste ano. No caso do PAA, cerca de R$ 20 milhões em recursos para aquisição de alimentos da agricultura familiar serão investidos no Ceará, envolvendo 5,7 mil famílias agricultoras.