Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Junho > Renda das famílias extremamente pobres no campo melhorou em 88%

Notícias

Renda das famílias extremamente pobres no campo melhorou em 88%

BRASIL SEM MISÉRIA

Estratégia de inclusão produtiva rural garantiu acesso dos agricultores familiares à água para beber e produzir, energia elétrica, assistência técnica e recursos não reembolsáveis, e mercados. Ações e programas foram determinantes para a saída do Brasil do mapa da fome
publicado  em 18/06/2015 11h00
Foto: Sergio Amaral/MDS

Foto: Sergio Amaral/MDS

Brasília – Dona Fafá, como é carinhosamente chamada a cearense Maria de Fátima dos Santos, 51 anos, é ex-beneficiária do programa Bolsa Família. Devolveu o cartão do programa quando viu que conseguiria sustentar os oito filhos com a produção de verduras, hortaliças e frutas nas proximidades da sua casa, na comunidade Jenipapo, em Itapipoca (CE), a 130 quilômetros de Fortaleza.


Ela conta que a vida no campo melhorou depois de ter recebido as cisternas que permitiram acesso à água de qualidade. Para Fafá, a cisterna é a “coisa mais maravilhosa que já fizeram”. “No tempo de estiagem, já até doei água para quem ainda não tinha cisterna”, relata. Antes da construção das cisternas, “puxava” água do cacimbão que fica a 300 metros da sua casa.

Assim como Fafá, mais de 1,9 milhão de famílias de agricultores familiares e 390 mil famílias de assentados da reforma agrária acessaram as políticas do Plano Brasil Sem Miséria, desde a sua criação em 2011. Elas saíram da extrema pobreza e tiveram acesso à água para beber e produzir, à energia elétrica, à assistência técnica e recursos não reembolsáveis, e a mercados para comercialização da produção, graças às ações do eixo de inclusão produtiva rural do plano.


Uma das principais conquistas é a melhora da renda das famílias extremamente pobres no campo. Entre dezembro de 2011 e junho de 2014, a renda familiar cresceu 88%, o que fez com que mais brasileiros permanecessem na terra que escolheram para trabalhar e viver com suas famílias.

Ao retirar milhões de famílias da extrema pobreza, o Brasil Sem Miséria foi determinante para a saída do país do mapa da fome. O Brasil é destaque no “Relatório de Insegurança Alimentar no Mundo” de 2014, da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), por ter construído uma estratégia de combate à fome e ter reduzido de forma muito expressiva a desnutrição e subalimentação nos últimos anos.

Ações – Com o Brasil Sem Miséria, as famílias agricultoras puderam acessar diferentes programas, entre eles, o Água para Todos, que entregou 1,2 milhão de cisternas de água para consumo humano no Semiárido e 121,4 mil tecnologias sociais voltadas à produção de alimentos.

Já o Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais garantiu que 354 mil famílias recebessem assistência técnica para aumentar a produção e melhorar a renda. Destes, 171,5 mil famílias passaram por todo o processo de assistência técnica e receberam os recursos financeiros do programa.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021