Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Junho > Políticas públicas brasileiras despertam atenção de vários países

Notícias

Políticas públicas brasileiras despertam atenção de vários países

COMBATE À FOME

Experiências exitosas no combate à fome foram apresentadas na Expo Milão 2015
publicado  em 09/06/2015 20h00

Brasília – A experiência brasileira no combate à fome despertou o interesse dos países participantes da Expo Milão 2015, que tiveram a oportunidade de conhecer as políticas públicas que levaram o Brasil a sair do mapa da fome. A estratégia brasileira foi apresentada durante o Seminário Internacional Políticas Sociais para o Desenvolvimento – Edição Especial “Brasil: Superar a Fome é Possível”, organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

“Provocamos os participantes, a partir da experiência brasileira, a refletir sobre o desafio de acabar com a fome no mundo e mostramos que é plenamente possível. O Brasil tem chamado a atenção do mundo pelos seus resultados; é um grande produtor de alimentos e de políticas públicas que têm impacto na vida das pessoas”, destaca o Secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Arnoldo de Campos. Ele ministrou a palestra Segurança Alimentar e Nutricional: a experiência brasileira de superação da fome e fortalecimento da Agricultura Familiar, na quinta-feira (5).

Uma das ações que chamou a atenção dos países participantes foi o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). De acordo com o secretário, a produção de alimentos no Brasil cresce de maneira ampla e diversificada em todo o território nacional graças à política de apoio a agricultura familiar. Além disso, as compras públicas da agricultura familiar, que fomentam o desenvolvimento local e proporcionam o consumo de produtos mais saudáveis, também motivaram vários questionamentos.

“Mostramos que conseguimos comprar produtos da agricultura familiar fortalecendo esse segmento, oferecendo produtos de qualidade e melhorando a alimentação daqueles que são atendidos pelas compras públicas. A experiência brasileira ajuda a encontrar caminhos que fortalecem a segurança alimentar através do apoio a agricultura familiar”, acrescenta Arnoldo.

Para o secretário, um dos grandes desafios agora é o combate à obesidade. O tema da alimentação saudável, do enfrentamento do sobrepeso e da obesidade já está presente na agenda de segurança alimentar. “Deve pautar nosso segundo plano de segurança alimentar e nutricional e será objeto de muitos debates. O Brasil já está colocando isso no Plano Plurianual 2016 -2019. Acredito que essa é umas das grandes prioridades para o próximo período”.

Arnoldo de Campos também comentou a reeleição do brasileiro José Graziano da Silva como diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla em inglês). Ele foi reconduzido com o voto de 177 dos 182 países presentes na 39ª conferência da entidade, em Roma, e ficará no cargo por mais quatro anos.

“A recondução do Graziano mostra que o caminho brasileiro é sólido e os países nos veem como um país exitoso, que tem sucesso na conquista de seus objetivos. Estamos orgulhosos porque por detrás da vitória dele tem o trabalho de um país que inspira uma organização das Nações Unidas tão importante como a FAO”, acrescentou.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021