Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > Usuários e gestores do Suas discutem prioridades para os próximos anos

Notícias

Usuários e gestores do Suas discutem prioridades para os próximos anos

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Ações e serviços do Sistema Único de Assistência Social estão em debate na X Conferência Municipal de Assistência Social de Florianópolis
publicado  em 07/07/2015 18h00
Ubirajara Machado A secretária Ieda Castro debateu o Suas durante a X Conferência Municipal de Assistência Social de Florianópolis

A secretária Ieda Castro debateu o Suas durante a X Conferência Municipal de Assistência Social de Florianópolis

Florianópolis  – Aos 15 anos, Lúcia Aparecida Castro perdeu a visão. Descobriu que tinha uma doença genética. “Eu era agricultora. Estava trabalhando na colheita quando senti uma dor muito forte na cabeça e tudo ficou preto”, conta. Hoje, aos 41 anos, Lúcia mora em Florianópolis (SC) com a filha de 17 anos e um irmão de 36 – eles têm a mesma doença. O irmão, Frederico Salesio Castro, recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o que ajuda muito a família. “Meu irmão também tem deficiência mental e epilepsia. Não tem como ter um trabalho regular. Mas sou massoterapeuta, tenho meus clientes, e ainda faço faculdade de naturologia”, relata.

Assim como Lúcia, mais de 200 usuários do Sistema Único de Assistência Social (Suas) estão participando da X Conferência Municipal de Assistência Social de Florianópolis. Eles discutem com os gestores e técnicos propostas para que o Suas avance ainda mais nos próximos 10 anos. A conferência, que prossegue até esta quarta-feira (8), também é oportunidade para que os usuários aprendam mais sobre o funcionamento do sistema.

Apesar de ter um beneficiário do BPC na família, Lúcia ficou sabendo nesta terça-feira (7) que os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) oferecem serviços de convivência também para deficientes. “Vou sair daqui e procurar o Cras da minha região. Quero saber o que eles podem oferecer para minha família.”

A secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Ieda Castro, participou das discussões da mesa com o tema "O Suas que temos e o Suas que queremos". Segundo ela, é necessário avaliar o que foi construído nos últimos anos e pontuar o que ainda precisa ser feito. “Nesse período, caminhamos muito e muita coisa mudou, mas isso não significa que transformamos o que precisava ser transformado. Agora, temos que construir novos rumos”, afirmou.

Ieda ressaltou ainda que a política de assistência social precisa ser mais conhecida. "Enchemos a assistência social de termos técnicos e isso afastou a população. Temos que mudar isso.”

As conferências municipais e estaduais são preparatórias para a X Conferência Nacional de Assistência Social, marcada para dezembro, em Brasília.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021