Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > Todos se beneficiam quando temos um caminho concreto para os jovens

Notícias

Todos se beneficiam quando temos um caminho concreto para os jovens

Presidenta apresentou Pronatec Jovem Aprendiz na Micro e Pequena Empresa, iniciativa que vai incluir profissionalmente mais de 15 mil jovens de 81 municípios com alto índice de violência e de vulnerabilidade social
publicado  em 28/07/2015 00h00

Brasília  – A presidenta da República, Dilma Rousseff, ressaltou nesta terça-feira (28) a importância de capacitar os jovens, principalmente nas localidades mais violentas e vulneráveis do país. “Todos se beneficiam quando temos um caminho concreto para os jovens”, afirmou ela durante a apresentação da estratégia do Pronatec Aprendiz na Micro e Pequena Empresa, no Palácio do Planalto, em Brasília.


O programa vai capacitar e incluir profissionalmente mais de 15 mil jovens, entre 14 e 18 anos, neste segundo semestre. As vagas serão ofertadas em 81 municípios com alto índice de violência e de vulnerabilidade social, prioritários no Pacto Nacional pela Redução dos Homicídios.

“Este programa é o reconhecimento de que um país cresce quando a sua sociedade avança. Um país avança quando seus jovens são atendidos. Não podemos aceitar que o crime organizado substitua o Estado brasileiro”, destacou Dilma.

A presidenta lembrou que será utilizada a estratégia de Busca Ativa do Plano Brasil Sem Miséria para ir ao encontro dos jovens e ofertar as vagas de qualificação e de inserção no mercado de trabalho. “Vamos utilizar toda a estrutura do Sistema Único de Assistência Social no país, principalmente nas zonas mais violentas do país. Este será um dos elementos fundamentais neste trabalho”, completou.

De acordo com a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, o país está dando mais um passo na agenda de inclusão social da população. “Juntamos a ideia de que o jovem, a partir dos 14 anos, não abandone a escola, garantindo qualificação, uma oportunidade e renda. Aqui são os com-com; com trabalho e com educação”, brincou a ministra ao se referir à geração conhecida como nem-nem (jovens entre 15 e 29 anos que nem trabalham nem estudam).

Para o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, o programa também tem o papel de expressar a opinião do governo em relação à redução da maioridade penal. “O caminho da aprendizagem é o caminho de prevenção para que esse jovem não seja captado pelo crime”, disse. Também participaram do encontro os ministros Aloísio Mercadante (Casa Civil), Renato Janine (Educação) e Manoel Dias (Trabalho e Emprego).

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:

Ascom/MDS
(61) 2030-1021