Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > Pronatec garante primeiro emprego formal de Ana Lúcia

Notícias

Pronatec garante primeiro emprego formal de Ana Lúcia

PRONATEC

Aos 38 anos, ela teve sua carteira de trabalho assinada pela primeira vez. A agente de limpeza foi uma dos 500 alunos de baixa renda que receberam o certificado de conclusão em cursos de qualificação profissional
publicado  em 03/07/2015 14h14

Brasília, 3 – O auditório da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), em São Luís, estava lotado na quinta-feira (2). Confiante, Ana Lúcia Viegas, 38 anos, subiu ao palco para que sua carteira de trabalho fosse assinada pela primeira vez. Ela foi contratada por uma empresa de forros e divisórias da capital maranhense para trabalhar como agente de limpeza.

Beneficiária do Bolsa Família, ela foi uma das 500 pessoas de baixa renda que receberam o certificado de conclusão em cursos de qualificação profissional do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Desempregada desde 2013, Ana Lúcia sustentava os dois filhos com os “bicos” do marido e com a complementação de renda do benefício. “O curso foi muito importante porque trouxe uma qualificação que eu não tinha antes. Abriu as portas do mercado.”

Ubirajara Machado/MDS

Ana Lúcia mostra sua primeira carteira de trabalho


Daniela Rocha Souza, representante da empresa que contratou Ana Lúcia, destacou que a confiança na qualidade do curso foi o diferencial na contratação da agente de limpeza. “Acreditamos nela, mesmo sem a prática ainda, porque ela se qualificou. Demos uma oportunidade e o resultado está dando certo.”

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, ressaltou a importância de levar cursos de qualidade e gratuitos para a população trabalhadora mais pobre. “O Brasil precisa de trabalhadores qualificados. Continuem estudando porque o Brasil precisa muito de vocês.”

Ubirajara Machado/MDS

Pronatec garante qualificação de 500 alunos de baixa renda no Maranhão


A educação foi lembrada por Tereza Campello como um caminho essencial para que a desigualdade social seja reduzida no país. “Temos que investir em educação. Precisamos investir em vocês.” Também presente na cerimônia, o governador do estado, Flávio Dino, afirmou que o Pronatec é um passo fundamental para a busca do emprego. “Estamos aqui gerando o caminho correto, que é o da oportunidade, o da educação.”

O Pronatec é uma das ações de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria, tendo os beneficiários dos programas de transferência de renda como seu principal público. O Programa já alcança 3,6 mil cidades brasileiras totalizando 1,8 milhão de matrículas. No Maranhão, mais de 75 mil matrículas já foram feitas desde 2012 até o ano passado, em 144 municípios, com 193 tipos de cursos. O investimento do governo federal chegou a R$ 150 milhões no estado.

Agenda – A ministra Tereza Campello, acompanhada dos secretários nacionais de Assistência Social, Ieda Castro, e de Superação da Extrema Pobreza, Tiago Falcão, participou ainda da inauguração das novas instalações de unidades de assistência social no Bairro de Coroadinho. Os novos prédios dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) vão garantir um melhor atendimento à população de baixa renda.

Na parte da manhã, eles participaram da cerimônia de assinatura do decreto que regulamentou o Cartão Material Escolar para quem recebe o Bolsa Família no Maranhão. Com ele, beneficiários que possuam na família crianças entre 4 e 17 anos terão direito a R$ 46, por membro em idade escolar, para a compra de material para uso escolar. O investimento total do governo estadual será de R$ 72 milhões por ano.

O governador Flavio Dino destacou que investir na educação é apostar em uma sociedade mais justa. “Nós acreditamos na juventude do Maranhão. E, por isso, optamos por educar e oferecer soluções para inclusão social. Para que as crianças e jovens se sintam valorizados, dando a muitos deles o direito de ter um bom calçado para ir à escola ou colorir o seu caderno pela primeira vez.”

A ministra avaliou positivamente a iniciativa do governo estadual, que valoriza a educação, gera renda e promove o desenvolvimento econômico nos municípios. “Esta ação complementa as iniciativas federais, cumpre com a meta de fortalecer a educação e, principalmente, realiza o sonhos dos pais de terem os seus filhos na escola, valorizados e felizes.”

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021