Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > Organizações internacionais reconhecem avanço social do Brasil

Notícias

Organizações internacionais reconhecem avanço social do Brasil

POLÍTICAS SOCIAIS

Ações conjuntas do MDS com ONU Mulheres, OIT e Banco Mundial estiveram na pauta de reuniões recentes entre a ministra Tereza Campello e representantes dessas instituições
publicado  em 08/07/2015 09h00
Foto: Ubirajara Machado/MDS Luiza Carvalho, da ONU Mulheres, disse que chama atenção o nível de políticas para inserção social no Brasil

Luiza Carvalho, da ONU Mulheres, disse que chama atenção o nível de políticas para inserção social no Brasil

Brasília,  – Há 12 anos o Brasil colocou no centro da agenda de políticas públicas o combate à miséria e às desigualdades sociais. O Plano Brasil Sem Miséria e o Programa Bolsa Família são exemplos de estratégias que hoje servem de modelo para outros países e são reconhecidas por organismos internacionais.

A atuação conjunta do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) com a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Banco Mundial esteve na pauta de reuniões recentes entre a ministra Tereza Campello e os representantes das instituições.  “As parcerias entre o MDS e as organizações internacionais são estratégicas e fundamentais para mostrar ao mundo as ações desenvolvidas no país”, enfatizou a ministra.
 
Para a diretora Regional ONU Mulheres para a América Latina e Caribe, Luiza Carvalho, as estratégias sociais do Brasil têm impacto consistente e sustentável na participação social e econômica das mulheres. O sucesso das políticas sociais se deve em parte pela valorização do papel da mulher na família brasileira. Dados do MDS mostram que 93% das 14 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família têm a mulher como responsável pela retirada do dinheiro. 

O diretor regional da OIT para a América Latina e Caribe, José Manuel Salazar-Xirinachs, afirmou que o Brasil é líder na erradicação do trabalho infantil e que as políticas sociais do país estão em linha com as recomendações da organização. “Percebemos que há menos crianças trabalhando e que elas estão indo para a escola”, ressaltou.  

O êxito brasileiro na redução da pobreza multidimensional chamou a atenção do novo diretor do Banco Mundial para o Brasil, Martin Raiser. Ao ser apresentado à ministra, ele se disse impressionado com a queda de 86% entre 2004 e 2013. “É importante o mundo aprender como o Brasil alcançou esse resultado”, afirmou Raiser. 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021