Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > MDS apresenta avanços no combate à pobreza entre crianças e adolescentes

Notícias

MDS apresenta avanços no combate à pobreza entre crianças e adolescentes

COMBATE À EXTREMA POBREZA

Com o Plano Brasil Sem Miséria, mais de 8,1 milhões de crianças superaram a extrema pobreza. Em debate sobre violência estrutural, diretor do MDS defendeu a atuação conjunta com a educação e a saúde
publicado  em 02/07/2015 00h00

Brasília, 2 – A redução da extrema pobreza entre crianças e adolescentes é resultado de uma combinação de políticas públicas de larga escala, como o programa Bolsa Família, e da atuação conjunta com outras áreas, como a educação e a saúde. O tema foi abordado, nesta quinta-feira (2), em Brasília, pelo diretor de Gestão e Acompanhamento do Plano Brasil Sem Miséria do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Rafael Mafra, no Seminário Internacional Violência contra Crianças e Adolescentes na Agenda de Desenvolvimento Pós-2015. "Quando superamos a pobreza, superamos mortes evitáveis. Superamos as diferenças de oportunidades”, afirmou Mafra.

NA_6930.JPG


Em um debate sobre a violência estrutural, o diretor ressaltou que, desde 2011, mais de 8,1 milhões de crianças e adolescentes superaram a extrema pobreza pela garantia de renda, mas destacou que ainda há muitos desafios em relação a esse público. “Sair da extrema pobreza pelo viés de renda não é o suficiente, mas garantimos uma condição de alimentação, de proteção, que os pais de muitas dessas crianças não tiveram”, disse.

Entre os avanços alcançados para as crianças e adolescentes do Bolsa Família, o diretor do MDS apontou a redução da mortalidade infantil e a diminuição do número de prematuros, além do aumento na vacinação das crianças entre 0 e 6 anos e no acompanhamento do pré-natal. Ele destacou ainda as ações do Brasil Carinhoso que deram mais atenção à saúde das crianças, incluindo a suplementação de vitamina A e sulfato ferroso. Só neste ano, por meio da ação NutriSUS, a alimentação de mais de 330 mil crianças está sendo suplementada em 6.864 creches.
 
O seminário, que termina nesta quinta-feira (2), é promovido pela organização não governamental Visão Mundial, Fundação Abrinq – Save the Children, Aldeias Infantis SOS Brasil, ChildFund e Plan International. O objetivo é promover um diálogo entre a sociedade civil e o governo brasileiro sobre os desafios internos a serem enfrentados para a erradicação de todas as formas de violência contra crianças e adolescentes até 2030. A intenção é que este diagnóstico possa orientar o acordo final sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que será firmado na 70ª Assembleia Geral da ONU, em setembro deste ano.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021