Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > MapaSAN apoia gestores no aprimoramento de ações de segurança alimentar e nutricional

Notícias

MapaSAN apoia gestores no aprimoramento de ações de segurança alimentar e nutricional

COMBATE À FOME

Em 2014, 1.628 municípios responderam o questionário. Levantamento será aberto para preenchimento na segunda-feira (3)
publicado  em 30/07/2015 00h00

Brasília, 30 – Um retrato das ações e equipamentos de segurança alimentar e nutricional em todo o país. Este é o objetivo do Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional (MapaSAN), que entra na segunda edição nesta segunda-feira (3). O questionário – preenchido pelas prefeituras – tem o papel de oferecer suporte para os governos federal e estaduais para identificar os desafios da área e para fortalecer o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).

Leia também:
MDS disponibiliza Manual Orientador do MapaSAN 2015 para municípios


“O MapaSAN é um diagnóstico nacional. Os municípios podem se apropriar da pesquisa para comparar e levantar as ações de segurança alimentar que podem ser realizadas. Pelo lado do cidadão, a partir das informações, ele pode cobrar e fiscalizar a atuação dos gestores locais”, destacou o coordenador-geral de Apoio à Implantação e Gestão do Sisan do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Elcio Magalhães.

Em 2014, na primeira edição do MapaSAN, 1.628 municípios responderam o questionário. Desses, 734 informaram ter Conselhos Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsea), e em 181 cidades o governo local conta com Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisans).

A partir desses dados, a Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional percebeu a possibilidade de dobrar o número de municípios com adesão ao Sisan - atualmente, 89 prefeituras fazem parte do sistema.

De acordo com o mapeamento do ano passado, 75% dos municípios informaram realizar alguma atividade de Educação Alimentar e Nutricional e 42% das prefeituras promovem atividades de agricultura urbana. Quase 1,2 mil municípios têm feiras livres.

A expectativa do MDS é de que mais de três mil municípios participem da pesquisa este ano. Uma das novidades é relacionada a questões sobre Povos e Comunidades Tradicionais. “Este público é uma prioridade do governo federal porque muitos ainda se encontram em situação de insegurança alimentar e nutricional”, ressaltou Elcio.

Segundo ele, os números do MapaSAN também servirão como referência para o Planejamento Plurianual (PPA) 2016-2019.

Na edição que será lançada na próxima semana, os equipamentos públicos (feiras, bancos de alimentos, as unidades de Apoio à Distribuição de Alimentos da Agricultura Familiar, restaurantes populares e cozinhas comunitárias) poderão ser georreferenciados.

Manual Para orientar os municípios a responder o questionário do Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional (MapaSAN) de 2015, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) já disponibilizou o Manual Orientador do MapaSAN 2015. A adesão do município ao levantamento é voluntária.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021