Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > Diretor regional da OIT diz que Brasil é líder na erradicação do trabalho infantil

Notícias

Diretor regional da OIT diz que Brasil é líder na erradicação do trabalho infantil

PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

Durante encontro com a ministra Tereza Campello, José Manuel Salazar-Xirinachs conheceu as ações e os resultados do Plano Brasil Sem Miséria
publicado  em 01/07/2015 00h00

Brasília, 1º – “O Brasil é líder na erradicação do trabalho infantil. Percebemos que há menos crianças trabalhando e que elas estão indo para a escola”, afirmou o diretor regional da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para a América Latina e Caribe, José Manuel Salazar-Xirinachs. O diretor, que assumiu o cargo em junho, foi recebido nesta quarta-feira (1º) pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Na ocasião, ele conheceu as ações e os resultados do Plano Brasil Sem Miséria.

“Precisamos dessa colaboração com o Brasil. Muitas dessas políticas estão em linha com as recomendações da política econômica e social da OIT. Como novo diretor, estou muito satisfeito em ver os êxitos brasileiros que podem servir de exemplo para outros países”, reforçou o diretor.


A ministra Tereza Campello comentou a importância da parceria com a OIT, lembrando que o Brasil é referência para a organização na redução do trabalho infantil. “Reduzimos o trabalho infantil de forma sistemática, o que já é uma grande vitória. A OIT é nossa parceira para que a gente reduza ainda mais o trabalho infantil porque não aceitamos e não queremos nenhuma criança trabalhando.”

Ela ressaltou também o esforço na construção do trabalho decente. “Não queremos só reduzir a pobreza. Queremos que a população de baixa renda tenha acesso ao mercado de trabalho, se transforme em empreendedores, com trabalho decente e não com trabalho precário”, afirmou.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021