Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > Assistência social é tema de debate em Florianópolis

Notícias

Assistência social é tema de debate em Florianópolis

SUAS

Gestores municipais, estaduais e federais e representantes da sociedade civil participam de Conferência Municipal nesta semana
publicado  em 07/07/2015 12h00

Brasília, 7 – O Sistema Único de Assistência Social (Suas) completa 10 anos neste mês de julho, garantindo direitos sociais à população excluída. Criado em 2005, o Suas organiza uma rede pública de unidades de atendimento, ações, serviços e programas, mantidos e operados pelas prefeituras e governos estaduais e federal, para levar cidadania a quem mais precisa.

As unidades de atendimento de assistência social, os chamados Centros de Referência, onde as pessoas podem conhecer e ter acesso a benefícios, como o Bolsa Família, a cursos de capacitação ou ao serviço de fortalecimento de vínculos, por exemplo, são o centro da política social no Brasil.

Para debater as ações e serviços do Suas em Florianópolis, a prefeitura promove, nesta terça (7) e quarta-feira (8), a X Conferência Municipal de Assistência Social. A secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Ieda Castro, participa da abertura oficial do evento na terça-feira (7), a partir das 11h, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina. À tarde, às 14h50, ela ainda estará em mesa de discussão com o tema O Suas que temos e o Suas que queremos.

Por meio do Suas, o atendimento socioassistencial à população da capital catarinense é realizado em 10 Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Neles, são feitas a identificação de situações de vulnerabilidade e risco social, acompanhamentos e encaminhamentos, além de articulações com outras políticas, como o registro no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O município também conta com dois Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que disponibilizam serviços voltados a famílias e indivíduos em situação de violência física, psicológica, sexual, tráfico de pessoas, entre outras, promovendo o acesso dessas pessoas a direitos socioassistenciais.

A população em situação de rua também é atendida nos dois Centros de Referência para População em Situação de Rua (Centro POP) e em 390 vagas disponíveis em Serviços de Acolhimento (abrigos). Além disso, o município também realiza ações estratégicas com nove grupos de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.

Suas - Atualmente, o Suas está presente em 99% dos municípios brasileiros. Além das 10 mil unidades públicas de atendimento, o sistema também conta com aproximadamente 13 mil entidades privadas que prestam serviços socioassistenciais. No total, são mais de 590 mil profissionais que levam assistência social a pessoas e famílias em situação de risco ou vítimas de violação de direitos.

Serviço
X Conferência Municipal de Assistência Social de Florianópolis
Quando: terça (7) e quarta-feira (8)
Onde: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – Campus Universitário - Florianópolis (SC)