Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Julho > Acesso a programas pelo Cadastro Único é tema de teleconferência

Notícias

Acesso a programas pelo Cadastro Único é tema de teleconferência

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Mais de 20 políticas sociais federais usam os dados do sistema para chegar à população pobre. Todas as informações da ferramenta podem ser utilizadas pelos governos estaduais e prefeituras
publicado  em 31/07/2015 00h00

Brasília, 31 – Por meio do Cadastro Único para Programas Sociais, as famílias mais pobres podem ter acesso a mais de 20 políticas públicas do governo federal. E, para debater e esclarecer os gestores sobre a importância da manutenção dos dados das famílias no sistema, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) realiza, nesta segunda-feira (3), teleconferência sobre esses programas.

O Cadastro Único é um instrumento que identifica e caracteriza os mais pobres e permite conhecer a realidade socioeconômica das famílias de baixa renda. Por meio de um sistema informatizado, o governo federal consolida os dados coletados no Cadastro Único para formular e implementar políticas específicas, que contribuem para a redução das vulnerabilidades sociais a que essas famílias estão expostas.

Mais de 27 milhões de famílias estão inscritas no Cadastro Único. A inclusão é feita nas secretarias municipais de assistência social ou nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Para tal, a pessoa responsável pela família deve levar o título de eleitor ou o CPF e um documento de cada membro familiar.

A teleconferência será exibida pela TV NBR das 9h às 10h30, com a participação da diretora do Cadastro Único do MDS, Joana Mostafa, e da coordenadora-geral de Integração de Ações do MDS, Denise Direito. Os telespectadores podem fazer perguntas por telefone, e-mail e pelo twitter, que serão divulgados durante a teleconferência. O programa será reapresentado pela TV NBR na terça (4), às 13h30, e sexta-feira (7), às 15h00.

Como sintonizar e acessar a TV NBR

A captação do sinal da NBR pode ser feita de várias formas.

1) Assistir pelo canal 146 da Sky TV, pelo canal 696 da OiTV ou pelo canal 54 da EmbratelTV.

2) No site da EBC (http://conteudo.ebcservicos.com.br/streaming/nbr).

3) Via satélite:

Recepção digital
Satélite: Star One C2
Posição orbital do satélite: 70°W
Polarização: Horizontal
Frequência: 3632
Padrão: DVB-S
Symbol Rate: 4.6875
FEC 3/4
PID de vídeo: 0308
PID de áudio: 0256
PID de PCR: 8190

Recepção analógica
Satélite: Star One C2
Posição orbital do satélite: 70°W
Frequência: 4030
Banda L: 1120
Polarização: Vertical

4) Pela NET (canais das cidades que captam o sinal da NBR):

Anápolis (GO) – 12
Belo Horizonte (MG) – 02
Blumenau (SC) – 19
Brasília (DF) – 13 (no digital o canal é 05)
Campinas (SP) – 06
Campo Grande (MS) – 09
Florianópolis (SC) – 19
Goiânia (GO) – 10
Indaiatuba (SP) – 06
Porto Alegre (RS) – 15
Ribeirão Preto (SP) – 07
Rio de Janeiro (RJ) – 04
Santos (SP) – 14
São José do Rio Preto (SP) – 07
São Paulo (SP) – 05

Informações sobre os programas do MDS:

0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021