Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Fevereiro > Melhorar qualidade da gestão e do atendimento são desafios do Suas

Notícias

Melhorar qualidade da gestão e do atendimento são desafios do Suas

ASSISTÊNCIA SOCIAL

publicado  em 25/02/2015 08h00
Foto:Ana Nascimento/MDS

Foto:Ana Nascimento/MDS

Brasília, 25 – A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, disse que o principal desafio do Sistema Único de Assistência Social (Suas) é melhorar a qualidade do atendimento à população, tendo como meta o aperfeiçoamento da gestão. Ao participar nesta quarta-feira (25) da primeira reunião plenária do ano do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), Campello falou sobre a necessidade de construir metas e monitorar os resultados para avançar nas agendas da área. “Temos que olhar para esse piso social que construímos juntos e ver como chegar até a população de forma mais eficiente e com acolhimento mais adequado”, destacou. 

Nos últimos 12 anos, reforçou a ministra, a assistência social teve grandes avanços. Com investimento de R$ 2,7 bilhões em 2014, a assistência atingiu a marca de mais de 10 mil equipamentos entre Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centros de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop). Considerando o gasto com benefícios, como o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o governo federal repassou R$ 70,8 bilhões no último ano.

Na ocasião, Campello falou também sobre a necessidade de melhorar o pacto federativo. Ela pediu a ajuda do CNAS para discutir a pauta na Câmara dos Deputados. “Saímos daqui com uma pauta importante. Não é só o governo federal que deve investir na rede de assistência social. Os estados e os municípios também têm que ampliar seu financiamento.”

A ministra destacou ainda a importância da capacitação dos profissionais da assistência social. “Precisamos de profissionais voltados às políticas da área e capazes de romper com a lógica assistencialista.”

O presidente do CNAS, Edivaldo da Silva Ramos, garantiu que o conselho vai trabalhar junto com o MDS para estabelecer estratégias para superar os desafios. “Vamos trabalhar insistentemente para que os conselhos estaduais e municipais também melhorem suas metas de funcionamento.”

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003 
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021