Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Fevereiro > Mais de 1 milhão de crianças de 6 anos devem ser matriculadas nas escolas

Notícias

Mais de 1 milhão de crianças de 6 anos devem ser matriculadas nas escolas

BOLSA FAMÌLIA

Famílias do programa devem atualizar informações no Cadastro Único para acompanhamento da frequência às aulas
publicado  em 06/02/2015 04h00

Brasília, 6 – Mais de 1 milhão de crianças do Bolsa Família com 6 anos de idade – completos entre 1º de abril de 2014 e 31 de março de 2015 – devem ser matriculadas nas escolas públicas de todo o país. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) enviou, em janeiro, às famílias do programa mensagem no extrato de pagamento do benefício sobre a necessidade de matricular as crianças na escola e de atualizar as informações no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – para que a frequência escolar seja acompanhada. A mesma mensagem será enviada no extrato deste mês.

“Quanto mais cedo a criança frequentar a escola, maior será o impacto no aprendizado e na progressão escolar, especialmente dos estudantes que vivem em situação de pobreza. A quebra do ciclo intergeracional da pobreza é mais marcante para as crianças que estão no Bolsa Família”, destacou o diretor do Departamento de Condicionalidades, Daniel Ximenes. A condicionalidade de educação, reforçou ele, influencia positivamente na permanência na escola e na taxa de aprovação dessas crianças. “Sentiremos a importância da condicionalidade no rendimento delas”, completou.

Ximenes alertou que é necessário sempre manter os dados atualizados no Cadastro Único. A atualização é feita nos postos de cadastramento, que podem estar localizados nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou mesmo na prefeitura, a depender do município. 

As informações também são importantes para que as políticas sociais sejam planejadas pelo governo federal, pelos estados e pelos municípios para atender a quem mais necessita. Exemplo disso é a articulação do MDS com o Ministério da Educação para priorizar a oferta de ensino integral – Programa Mais Educação – para estudantes em situação de pobreza e extrema pobreza. A ação faz parte do Plano Brasil Sem Miséria, criado em 2011. Atualmente, 35,7 mil escolas públicas com oferta de período integral têm mais de 50% dos alunos como beneficiários do Bolsa Família. 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021