Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Dezembro > Trabalhadores são elementos essenciais do Suas

Notícias

Trabalhadores são elementos essenciais do Suas

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Justiça social e dignidade humana são garantidas a partir do respeito e da empatia, destaca participante da 10ª Conferência Nacional de Assistência Social
publicado  em 08/12/2015 15h48
Exibir carrossel de imagens Foto: Ana Nascimento/MDS

Brasília – “O empoderamento do Sistema Único de Assistência Social [Suas] só vai acontecer a partir do momento que as pessoas se colocarem no lugar dos outros”, define Aparecido Donizete de Oliveira, educador social no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) em Santa Cruz de Cabrália (BA). Oliveira é um dos delegados que representa a Bahia na 10ª Conferência Nacional de Assistência Social, em Brasília.

Ele defende que os trabalhadores da área precisam atuar firmes para garantir que as pessoas que mais precisam tenham acesso a seus direitos. “Estamos falando de pessoas que foram maltratadas a vida toda de uma certa forma ou de outra. Não lhes foram dadas oportunidades de ação. Elas precisam de um carinho especial.”

Oliveira é professor de Inglês e de Informática para crianças entre 12 e 14 anos que frequentam o Cras. Ele conta que, em suas aulas, fala também sobre a Constituição Federal e sobre projetos de vida. “A educação é algo que mudará esse país, mas que precisa avançar”, destaca. Ao falar do resultado que espera da conferência, ele é incisivo. “Vamos cuidar e direcionar a nossa luta para o Suas. E vamos dar condições para que continue firme e com metas bem fortes.”

Dignidade – O professor baiano participou da primeira Roda de Conversa desta terça-feira (8). O tema debatido pelos delegados e convidados foi Dignidade humana e justiça social como princípios fundamentais para a consolidação do Suas, apresentado pelo ex-ministro da Secretaria de Direitos Humanos e diretor do Instituto Lula, Paulo Vannucchi.

“O conceito de dignidade está vinculado à ideia da pessoa que tem importância, que merece ser respeitada”, afirma Vannuchi. Ele reforça que é preciso respeitar as diferenças, a diversidade. E que não se pode falar em liberdade sem que haja igualdade. “Não é hora de vacilar, é hora de reerguer esses sagrados sociais de dignidade humana e solidariedade.”

Conferência – Cerca de 1,8 mil pessoas entre trabalhadores e usuários da assistência social, além de representantes dos governos federal, estaduais e municipais, participam da 10ª Conferência Nacional de Assistência Social, no período de 7 a 10 de dezembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. O objetivo é avaliar a situação atual da assistência social e propor novas diretrizes para o seu aperfeiçoamento, em especial os avanços do Suas. 

Leia também


Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa