Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Dezembro > Tereza Campello: “O Brasil não parou e não vai parar com o apoio dos programas sociais”

Notícias

Tereza Campello: “O Brasil não parou e não vai parar com o apoio dos programas sociais”

AGRICULTURA FAMILIAR

Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome participou, na sexta-feira (4), da entrega de equipamentos para fortalecer a comercialização de produtos da agricultura familiar em 93 municípios cearenses
publicado  em 07/12/2015 12h39
Foto: Ubirajara Machado/MDS

Fortaleza – O governo federal entregou, na sexta-feira (4), equipamentos para a modernização de as Unidades de Distribuição da Agricultura Familiar em 93 municípios do Ceará. Foram entregues caminhões, freezers verticais, balanças, pallets e caixas plásticas. Além disso, 49 prefeituras receberam veículos para transportar os alimentos. “Isso é uma prova de que não estamos parados. O Brasil não parou e não vai parar com o apoio dos programas sociais”, afirmou a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, durante a cerimônia.

Para adquirir os equipamentos, o Ministério investiu R$ 4,4 milhões. Segundo a ministra, a ação tem o objetivo de estimular o aumento da compra públicas por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). “Muitas vezes o prefeito quer comprar, mas não tem uma estrutura que o ajude a fazer o transporte e armazenar os produtos da agricultura familiar.”

O agricultor familiar Vanderlei Bezerra, 32 anos, de Solonópolis (CE), apontou que a maior dificuldade dos produtores da região é em relação ao transporte dos alimentos. “Esses kits irão ajudar, porque muitos dos agricultores não têm um carro para levar os produtos até a central de distribuição”, disse. Vanderlei e a esposa comercializaram galinhas caipiras, ovos e bolos em 2015, por meio do PAA. Eles receberam R$ 6,5 mil com a venda e os alimentos entregues em entidades socioassistenciais do município.

O governador do Ceará, Camilo Santana, agradeceu a iniciativa, em nome dos municípios e dos agricultores familiares. “Uma das grandes dificuldades é a comercialização dos alimentos. Esses carros e equipamentos são um fortalecimento da cadeia produtiva cearense”, explicou. Ele ainda destacou a parceria com o governo federal para que a população que vive no Semiárido conviva com a seca. “Graças ao Programa Cisternas, milhares de famílias do estado têm hoje o direito de ter água para beber.”

Tereza Campello defendeu a continuidade das ações do governo federal que melhorem as condições de vida das famílias mais pobres. “Vamos garantir que o Bolsa Família, as cisternas, o PAA e as demais ações de fortalecimento da agricultura familiar continuem. Temos que avançar cada vez mais, trabalhando em  parceria com os estados e com os municípios”, ressaltou. Ela ainda comentou o corte de R$ 10 bilhões do Bolsa Família proposto pelo relator do Orçamento na Câmara dos Deputados seria um desastre para o estado. “Tiraria R$ 800 milhões por ano das famílias que fazem parte do programa.”

A iniciativa celebrada em Fortaleza faz parte de um processo de apoio e modernização das estruturas que recebem e distribuem os alimentos da agricultura familiar, iniciado em 2013 e 2014. No total, o governo federal repassou, por meio de editais, R$ 148 milhões para 21 governos estaduais. As Unidades de Distribuição da Agricultura Familiar são espaços para recebimento e entrega dos produtos da agricultura familiar, com a finalidade de armazenar, em condições adequadas, os alimentos que irão compor o cardápio de escolas, creches e instituições da rede de assistência social cadastradas pelas prefeituras.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa