Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Dezembro > Políticas de assistência social devem ser adaptadas a cada região

Notícias

Políticas de assistência social devem ser adaptadas a cada região

SUAS

Representantes da região Norte defendem investimentos diferenciadas durante 10ª Conferência Nacional de Assistência Social
publicado  em 09/12/2015 16h30
Exibir carrossel de imagens Fotos: Ana Nascimento/MDS

Brasília – “Nos últimos 10 anos, o Sistema Único de Assistência Social [Suas] evoluiu, mostrando que é possível fazer uma nova transformação social à luz dessa diversidade dentro do nosso país”. Foi o que constatou a beneficiária de programas sociais de Santarém (PA), Conceição Menezes. Ela participou na manhã desta quarta-feira (9) de plenária regional durante a 10ª Conferência Nacional de Assistência Social, em Brasília. 

Conceição destaca que houve benefícios para a população que vive nos mais diversos rincões desse país. “Esperamos que cada vez mais o Suas se fortaleça e se consolide, demonstrando os grandes avanços que mudaram a cara da assistência social, tornando o sujeito protagonista de si mesmo e dando uma nova oportunidade para o cidadão, que está na área mais marginalizada, ser reconhecido como cidadão brasileiro dentro do seu estado e do seu município.” 

Leia mais

Ela defende a continuidade das políticas sociais. “O Bolsa Família, o Benefício de Prestação Continuada, dentre outras ações, não podem mais voltar atrás”, explica. Ela defende que o fortalecimento do Suas traz novas oportunidades para quem precisa de um grande incentivo para fazer a transformação social em sua própria vida e dentro do seu território. “Na nossa região, são necessários investimentos diferenciados com políticas adaptadas. É preciso que esse Sistema também seja trabalhado olhando as especificidades de cada estado e de cada município.” 

Antônio Rodrigues Vidal, presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Capixaba (AC), afirma que o Suas, durante esses 10 anos, está ajudando muita gente. “Antes do Sistema, não existia quase nada. E hoje temos bons resultados”, conta. A proposta do conselheiro é investir na qualidade do atendimento dos beneficiários, realização de concurso público, melhoria de salários e aumento do repasse do governo federal. 

A criação das equipes volantes, que vão até a zona rural dos municípios, foi destaca por Vidal. “Com o repasse do governo federal, podemos alugar o transporte e contratar a equipe que vai fazer o atendimento, como cadastramento e inserção em benefícios sociais.”

 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa