Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Dezembro > Entidades são parceiras do Suas no atendimento à população

Notícias

Entidades são parceiras do Suas no atendimento à população

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Para representantes dos usuários, instituições socioassistenciais são parte importante na construção do Suas
publicado  em 07/12/2015 16h19
Foto: Ana Nascimento/MDS

Brasília – O Brasil tem hoje mais de 18 mil entidades privadas de assistência social sem fins lucrativos identificadas, segundo pesquisa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Historicamente elas eram o único acesso da população a serviços como cuidados as pessoas com deficiência ou de convivência. Com o fortalecimento da rede socioassistencial pública, as entidades privadas se tornaram parceiras no atendimento à população.

O histórico é visto como parte importante na construção do Suas, segundo o representante do Fórum Nacional dos Usuários da Assistência Social (FNUSuas) e do Movimento Nacional da População em Situação de Rua, Anderson Miranda. “Essas entidades foram muito importantes, mas agora precisamos debater mais sobre a atuação delas na assistência social”

Leia também

Na implantação do Suas, o governo federal, governos estaduais, prefeituras e sociedade civil trabalharam juntas na construção das ações. Miranda ressalta que essa ação integrada e a participação dos usuários no monitoramento dos trabalhos ainda precisa ser reforçado entidades privadas. “Muitas vezes as regras [nas instituições] são criadas sem ouvir os usuários, sem a nossa participação. Eu vejo mais isso acontecer no Centro Pop, no Cras [Centro de Referência de Assistência Social] e Creas [Centro de Referência Especializado de Assistência Social] do que nas entidades privadas.”

As instituições hoje atuam como complementares ao serviço prestado pelo Estado. O reconhecimento dessa importância veio com o Cadastro Nacional das Entidades de Assistência Social, um banco de dados criado pelo MDS que reúne informações sobre elas. “É muito importante para o Suas o cadastramento, para a gente reconhecê-las dentro do Sistema e poder pensar toda a articulação com essa rede”, destacou a coordenadora de acompanhamento da rede privada do Suas do MDS, Clara de Sá.

A atuação das entidades no Suas será debatida na 10ª Conferência de Assistência Social que começou nesta segunda-feira (7), em Brasília. Clara explicou que existe uma parceria histórica dos estados e municípios com as entidades privadas. O que precisa ser debatido agora é o vínculo delas com o Suas. “Precisamos ver quais entidades possuem vínculo com o Sistema, que ofertam serviço de caráter público e que precisam ser reconhecidas como essenciais dentro do Sistema.”

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa