Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Dezembro > Dilma Rousseff: “Os recursos públicos deste país continuarão sendo dirigidos para os que mais precisam”

Notícias

Dilma Rousseff: “Os recursos públicos deste país continuarão sendo dirigidos para os que mais precisam”

COMBATE À POBREZA

Mais de 7,5 mil unidades do Programa Minha Casa Minha Vida foram entregues simultaneamente nesta terça-feira (22). Ministra Tereza Campello participou da solenidade em Campo Grande
publicado  em 22/12/2015 16h46
Foto: Isac Nóbrega/PR

Foto: Isac Nóbrega/PR

Brasília – A presidenta da República, Dilma Rousseff, ressaltou nesta terça-feira (22) a importância de dar mais oportunidades à população mais pobre. “Durante o meu governo, os recursos públicos deste país continuarão sendo dirigidos para os que mais precisam”, afirmou. Ela participou da entrega simultânea de 7.555 casas do Programa Minha Casa Minha Vida nos municípios de Camaçari (BA), Juazeiro (BA), Simões Filho (BA), Campo Grande (MS), Ponta Grossa (PR), Santa Cruz do Sul (RS) e no Distrito Federal.

Até o final deste ano, mais 11 mil moradias serão entregues. E outras 1,6 milhão de unidades estão em construção em todo o país. “Continuamos construindo casas, pagando o Bolsa Família e trabalhando. Posso garantir: o país não vai parar. Vamos continuar criando emprego, assegurando renda e vamos lutar todos os dias para vencer esta crise.”

“Resolvemos fazer uma opção política de utilizar o dinheiro dos impostos para garantir que as famílias brasileiras que mais precisam tivessem acesso à moradia”, afirmou Dilma Rousseff. “A casa é o primeiro passo de um caminho no qual vocês poderão ajudar os seus filhos a ter mais oportunidades.”

É isto o que deseja Pâmela Natália Dutra, 28 anos. Mãe de três filhos – 5 meses, 7 anos e 11 anos –, a beneficiária do Bolsa Família contou que já passou necessidades por pagar aluguel. “É um dinheiro que vai e não volta mais. Já cheguei a ver meus filhos pedindo as coisas e não tem como comprar, pois depois ia ficar sem ter dinheiro para o aluguel.”

Atualmente, ela está desempregada e recebe R$ 255 por mês do Programa Bolsa Família. As contas de casa, que incluíam o aluguel de R$ 250, são divididas com o parceiro, que trabalha com pintor autônomo. Ela recebeu as chaves da nova casa das mãos da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. “É uma felicidade estar com a chave da casa própria a mão. É um sonho. Com isso, posso dar um futuro melhor para os meus filhos.”

Em Campo Grande, das 810 unidades entregues no residencial Celina Jallad, localizado no bairro Portal Caiobá II, 45% são para beneficiários do Bolsa Família e 99% do total são para pessoas que estão no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. E mais de 96% dos responsáveis pelas famílias são mulheres. “Eu estou feliz por estar em Campo Grande e poder ver essas mulheres guerreiras, fortes, que sustentam suas casas, receberem as chaves. Aqui podemos ver que essas famílias são beneficiadas por dois programas federais e vão poder sair do aluguel”, afirmou Tereza Campello.

Cada casa entregue na capital do Mato Grosso do Sul possui 40,07 m², com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Ao todo, foram investidos R$ 48,4 milhões, sendo R$ 42,9 milhões do governo federal. O governo estadual aplicou sua contrapartida na infraestrutura interna e externa, sendo que foi R$ 3,9 milhões para viabilizar a construção das moradias e R$ 1,5 milhão para implantação de infraestrutura externa (drenagem e pavimentação asfáltica).

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa