Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Agosto > Tereza Campello participa de entrega do Minha Casa Minha Vida em Anastácio (MS)

Notícias

Tereza Campello participa de entrega do Minha Casa Minha Vida em Anastácio (MS)

PROGRAMAS SOCIAIS

Cerimônia ocorreu simultaneamente em Campo Grande, Caxias (MA) e na capital maranhense
publicado  em 10/08/2015 20h00
Foto: Ubirajara Machado/MDS Ministra ao lado de Adriana Flores, uma das 809 beneficiárias do programa em Anastácio

Ministra ao lado de Adriana Flores, uma das 809 beneficiárias do programa em Anastácio

Brasília – Depois de cinco anos morando em uma invasão em Anastácio (MS), a beneficiária do Bolsa Família Adriana Flores dos Santos, 30 anos, quer mudar imediatamente para a casa nova que recebeu do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), no Residencial Independência. “Quando chovia, entrava água no barraco”, conta ela, mãe de três filhos. Adriana recebeu as chaves da nova casa de dois quartos da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, nesta segunda-feira (10).

Adriana é uma das 809 famílias que foram beneficiadas com as obras do PAC 2 e do programa Minha Casa Minha Vida. No total, mais de 3 mil pessoas serão beneficiadas “Essa casa simboliza segurança e conforto para mim e para os meus filhos”, disse. Segundo a beneficiária, ainda hoje ela estará na nova habitação.

Além de participar do Bolsa Família, Adriana fez cinco cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), voltado para a população de baixa renda. Hoje, trabalha em um frigorífico na cidade. Aos finais de semana, ela também trabalha como manicure.

“Esta casa é mais um passo para que a Adriana melhore de vida e para que possa avançar junto com a comunidade”, destacou Tereza Campello. A ministra afirmou que esta segunda-feira é um dia de festa em Anastácio porque as famílias do Residencial Independência também receberam uma quadra poliesportiva, uma academia para a terceira idade e uma creche.

A ministra também explicou o motivo pelo qual os filhos de Adriana não participaram da entrega das chaves. “As crianças estão na escola, no lugar onde elas devem estar para ajudar a melhorar o país”, disse.

Do total de famílias que receberam as casas em Anastácio, 63% participam do Bolsa Família – elas representam 24% da população beneficiada pela transferência de renda no município – e 93% estão inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. No total, mais de R$ 39 milhões foram investidos pelo governo federal para a construção das habitações no terreno doado pelo governo estadual. A mão de obra utilizada para a construção das moradias foi de beneficiários qualificados por meio do Pronatec.

“Isso mostra que as ações sociais estão preservadas e garantidas. Isso é o que garante que o Brasil continue crescendo, em um cenário de crise internacional. Por que o Brasil é um dos países que viveu a crise com menos intensidade? Porque investiu no social, gerando emprego e gerando renda. E nossa perspectiva é que a gente retome essa trajetória de crescimento em breve”, ressaltou a ministra.

Em São Luís (MA), a presidenta da República, Dilma Rousseff, afirmou que, até o momento, quase 2,5 milhões de unidades foram entregues por meio do programa Minha Casa Minha Vida em todo o país. Segundo ela, os programas sociais serão mantidos e outras 3 milhões de famílias terão a oportunidade de conquistar a casa própria.

“O Brasil é muito mais forte do que este momento de dificuldade. É uma situação temporária, que vai passar rápido. Não abandonaremos os programas sociais, o Minha Casa Minha Vida, o Mais Médicos. Não vamos deixar de garantir que o acesso das pessoas mais pobres ao Prouni, ao Fies. Não vamos recuar no Bolsa Família”, destacou.

Nesta segunda-feira (10), foram entregues, simultaneamente, 4.467 moradias em Campo Grande, Anastácio, São Luís e Caxias (MA). Com isso, cerca de 17 mil pessoas estão sendo beneficiadas.

Informações sobre os programas do MDS:

0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021