Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Agosto > Brasil é referência em políticas de segurança alimentar

Notícias

Brasil é referência em políticas de segurança alimentar

COMBATE À FOME

Secretário Arnoldo de Campos falou sobre a saída do país do Mapa da Fome e os desafios da agenda futura na abertura da 4ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional do Mato Grosso do Sul
publicado  em 05/08/2015 00h00

Campo Grande, 5 – Após a saída do Mapa da Fome em 2014, o país enfrenta novos desafios, como a qualidade da alimentação e o combate ao sobrepeso e à obesidade. Segundo o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Arnoldo de Campos, o Brasil avançou muito nos últimos anos e hoje é referência mundial em políticas de segurança alimentar e nutricional.

“Ainda existem famílias que não têm acesso à comida de qualidade. Temos que olhar para os grupos populacionais específicos, entender suas características e, a partir daí, definir estratégias para levar as políticas de segurança alimentar para essas comunidades”, afirmou ele, nesta quarta-feira (5).                                                                     

Ao participar da abertura da 4ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional do Mato Grosso do Sul, o secretário lembrou ainda que a agricultura familiar produz hoje muitos alimentos que estão na mesa dos brasileiros. “Se apostarmos na produção rural, o Brasil vai ter a oferta diversificada de alimentos que precisa a preços acessíveis", explicou. Essa oferta de alimentos saudáveis, disse ele, também vai combater o sobrepeso, que hoje atinge 52% dos brasileiros.

No evento, a vice-governadora do Mato Grosso do Sul, Rose Modesto, destacou que, para avançar na segurança alimentar, é preciso ter um trabalho conjunto entre os governos municipais, estaduais e federal. “A saúde, a educação, a assistência social e as demais áreas devem estar envolvidas nesse processo.”

Os avanços na segurança alimentar do estado foram destacados pelo presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-MS), Ivan Lúcio Rodrigues. Segundo ele, o Mato Grosso do Sul aderiu ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) e, a partir daí, iniciou a elaboração de um plano de segurança alimentar – lançado nesta quarta-feira. "O desafio agora é ganhar o apoio da sociedade civil e, com isso, ter o controle do envolvimento das políticas públicas", disse Ivan. O evento segue até esta quinta-feira (6), em Campo Grande.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021