Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Agosto > Área social deve integrar segmentos da sociedade

Notícias

Área social deve integrar segmentos da sociedade

Agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável deve sensibilizar a todos para que tenha sucesso
publicado  em 25/08/2015 16h01

Brasília, 25 – As discussões das políticas sociais precisam sair da círculo restrito de atores da área social e serem apropriadas pelos outros segmentos da sociedade, para que a Agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) tenha sucesso. “A área social precisa parar de pregar para os convertidos”, afirmou o secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani. Ele participou de mesa técnica na Oficina Técnica Pobreza Multidimensional, nesta terça-feira (25), em Brasília. 

Leia também:
- Indicadores devem refletir efeitos de estratégia integrada
- Em uma geração, Brasil muda sua situação social


Os novos Objetivos do Desenvolvimento Sustentáveis serão definidos pelas Nações Unidas em setembro e vão substituir os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio. Traduzirão os principais objetivos do desenvolvimento sustentável a serem perseguidos nos próximos 15 anos. 

Coordenada pelo secretário extraordinário para Superação da Extrema Pobreza do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tiago Falcão, a primeira mesa de discussão da oficina também tratou dos indicadores de pobreza multidimensional. O secretário ressaltou que os debates sobre os indicadores de pobreza multidimensional têm se intensificado uma vez que a primeira meta da ODS é erradicação da extrema pobreza no mundo. 

Para o diretor de estatísticas da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), Pascual Gerstenfeld, a definição de indicadores tem que ser útil aos países no processo de complementação de suas políticas. Ele defendeu que os índices devem ser um fator de aperfeiçoamento dos mecanismos de ação das políticas. “É assim que um indicador teria valor maior, quando ele influi num processo de execução política e melhoria nas condições sociais do país.” 

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br